Líder do Pearl Jam assina trilha de 'Na Natureza Selvagem'

Eddie Vedder faz sua estréia-solo com o filme; canção 'Guaranteed' ganhou Globo de Ouro de melhor canção

Lauro Lisboa Garcia, de O Estado de S. Paulo,

21 Fevereiro 2008 | 18h03

A trilha sonora do filme Na Natureza Selvagem marca também a estréia-solo de Eddie Vedder, o carismático líder do Pearl Jam. Into the Wild (Sony/BMG) é um belo álbum acústico de canções introspectivas, com sonoridade nitidamente mais suave do que a da banda que representa a última resistência do movimento do grunge rock. Vocalista de timbre marcante, Vedder lembra um pouco Sting quando grita em The Wolf e na faixa que abre o CD, Setting Forth, uma das poucas que se aproximam do estilo do Pearl Jam. Far Behind é mais roqueira e mais pesada, exceção no álbum.   Veja também:  Ouça trecho de 'Guaranteed', de Eddie Vedder    Mais adiante, em baladas como Long Nights, o cantor revela de leve certa semelhança com o notável Richie Havens. A proximidade de ambos se dá principalmente pela linhagem folk que Vedder adotou para as canções, mas também pela disposição emocional que vem de antecedentes hippies. Para isso é propícia fonte de inspiração a história do jovem que deixa tudo para trás e resolve cair na estrada em busca de aventuras. As deslumbrantes imagens do filme também se refletem no bem cuidado encarte do CD.   Com pouco mais de 30 minutos e 11 faixas, o álbum tem como sonoridade predominante a do violão e do banjo, com algumas adições esporádicas e discretas de bateria, guitarra e teclado. Corin Trucker (do Sleater-Kinney) colabora com vocais de apoio em Hard Sun. Com guitarra e backing vocals de Jerry Hannan, a belíssima Society, um terno recado do jovem aventureiro para a sociedade que abandonou, parece saída de um velho disco de Cat Stevens. Rise, conduzida pelo banjo, também encontra o mesmo paralelo de beleza.   A maioria das faixas é de curta duração (a instrumental Tuolumne é quase uma vinheta) e às vezes a vontade é de que as canções, de tão bonitas, fossem mais longas. Isso acontece em End of the Road, em que Vedder canta só no início, dando vazão ao instrumental em seguida. Mas é bom que ele não tenha errado por excesso. Guaranteed, que ganhou o Globo de Ouro de melhor canção este ano, é outra bela balada de encerramento de um álbum acolhedor e desprentensioso. Vedder já tinha feito música para cinema em 1995. Foram duas canções para Os Últimos Passos de Um Homem (Dead Man Walking), protagonizado por seu amigo Sean Penn, que dirige Na Natureza Selvagem. Que venham outras trilhas de temas tão bons quanto estes.

Mais conteúdo sobre:
Pearl Jam Na Natureza Selvagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.