ANA CAROLINA FERNANDES/ESTADÃO
ANA CAROLINA FERNANDES/ESTADÃO

Justiça impede Léo Maia de usar o nome de Tim em projeto infantil

Carmelo Maia consegue impedir que seu meio irmão por parte de mãe siga com o trabalho 'Tim Maia For Kids'

Julio Maria, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2019 | 17h45

O nome Tim Maia está em disputa nos tribunais, em uma troca de acusações entre os irmãos Carmelo Maia e Marcio Leonardo Gomes Maia, conhecido como Léo Maia. Os dois são filhos da mesma mãe, Geisa, mas só Carmelo é hoje herdeiro legal e filho biológico de Tim. Leo, que não tem contato com seu pai biológico, conta que foi criado pelo artista de 1974, quando nasceu, até a morte do cantor, em 1998.

Em maio de 2019, Carmelo fez chegar a Léo uma notificação extrajudicial para que o projeto Tim Maia for Kids, com músicas de Tim para crianças, fosse interrompido. Por não ser filho biológico do cantor, Leo não teria autorização para o uso o nome. Carmelo diz: “Ele não é filho, vende coisas usando o nome de Tim Maia que a família discorda, mas nunca arrumamos problemas com ele. Tentamos regularizar a situação com um acordo, mas ele se negou, dizendo que quer ser reconhecido como filho”.

Léo fala em tom de desabafo. Diz que não quer heranças materiais do cantor, que deseja “apenas trabalhar”. “Eu montei um show para levar a cultura black do meu pai para as crianças, veja você a importância disso. Mas, por conta do ego, meu irmão se opõe. Tive que tirar o site do ar e parar com tudo.” Carmelo rebate: “Ele usa o nome de Tim Maia há 20 anos, faz tributos, projetos. Apesar de legalmente não poder fazer isso, nunca dei problemas a ele”, diz. Carmelo conta que o Tim Maia For Kids, no entanto, teria prejudicado seu trabalho. “Acabei perdendo três projetos por causa disso.”

Léo Maia diz que a obra do próprio pai confirma o que ele quer provar na Justiça: é filho afetivo de Tim (“conforme o próprio Tim dispôs diversas vezes em reportagens e programas de televisão”, diz). Ele então enviou uma contra notificação a Carmelo para usar a marca Tim Maia e entrou na Justiça alegando a paternidade post mortem contra Carmelo, que tramita em segredo nos tribunais.

A última decisão da Justiça, no entanto, é favorável a Carmelo, por meio de uma tutela de urgência para impedir o show de Leo. Se não retirasse em dez dia a imagem, mensagens, páginas e logotipos relacionados ao Tim Maia For Kids, deveria pagar multa de R$ 1 mil por dia. Já se voltasse a apresentar o espetáculo infantil, deveria pagar R$ 15 mil por apresentação.

Tudo o que sabemos sobre:
Léo MaiaTim MaiaCarmelo Maiamúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.