Lenny Kravitz faz acordo judicial antes de show no Rio

Um acordo entre advogados livrou o cantor Lenny Kravitz de prestar depoimento à justiça carioca na próxima segunda-feira. O Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado do Rio de Janeiro entrou com um pedido na justiça para que a organização do show que o músico fará no Rio revelasse o valor do contrato, em depoimento. O Sindicato queria a confirmação do valor exato pois tem direito, por lei, a 10% sobre os contratos firmados no País com músicos estrangeiros.Segundo nota divulgada pela Media Mania, empresa que cuida da divulgação dos shows do músico no Brasil, a "organização do show apresentou o contrato ao sindicato através de seus advogados, todos os valores foram aceitos e esclarecidos, todas as obrigações legais cumpridas e os pagamentos devidos perante a lei foram efetuados".O advogado do sindicato, Helder Silveira, confirma o acordo. "Já foi requerida a desistência da ação e agora precisamos esperar que o juiz a aceite, o que ele fará com certeza". Ontem Lenny Kravitz se apresentou em São Paulo, no estádio do Pacaembu. No domingo, Kravitz está cotado para fazer uma participação no Big Brother e no Fantástico, com exibição de trechos dos espetáculos. O show que ele fará no Rio de Janeiro será gratuito, com palco montado em frente ao Copacabana Palace, na praia de Copacabana.Leia a íntegra da nota: "A juíza Tânia Sardinha Nascimento, da 22ª Vara Cível do Rio, extinguiu hoje (18 de março), sem julgamento do mérito, o processo do Sindicato dos Músicos Profissionais do Estado do Rio de Janeiro contra a RR Produções e Fotografia e a empresa de telefonia Claro, organizadores do show do cantor americano Lenny Kravitz. O Sindicato alegou que houve sonegação de tributo sindical, porque o valor real do contrato teria sido de R$ 2 milhões e não de R$ 150 mil, como havia sido declarado pela produtora. Segundo a juíza, as partes fizeram um acordo extra-judicial, o que fez com que o Sindicato dos Músicos desistisse da ação. O artista fará show na Praia de Copacabana na próxima segunda-feira, dia 21".

Agencia Estado,

18 de março de 2005 | 15h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.