Leilão de objetos de James Brown decepciona

O polêmico leilão de pertences deJames Brown, feito na última quinta-feira, não correspondeu àsexpectativas da casa de leilões Christie's, já que mais de 300lotes de artigos foram vendidos por pouco mais de 850 mildólares. O leilão foi feito depois de meses de batalha judicial pelopatrimônio do cantor, disputado por vários filhos, ex-mulherese namoradas. Um juiz da Carolina do Sul liderou as ofertas poronze horas, o que decepcionou a casa de leilões, que previa queo total de vendas fosse de 1 milhão a 2 milhões de dólares. As capas que Brown usava nos shows -- a sua marcaregistrada -- fazem parte dos itens vendidos por maior valor.Paul Shaffer, diretor da banda do apresentador David Letterman,ofereceu 32.500 dólares, incluindo a comissão, pela pulseira deidentificação médica de Brown, cujo valor era estimado em 200 a300 dólares. Uma capa de cetim preto foi vendida por 47.500 dólares parauma instituição não-identificada, enquanto um móvel de courovermelho foi vendido por 40 mil dólares -- 20 vezes mais do queo valor estimado.Apesar do resultado ter sido mais fraco do que o esperado, oespecialista em cultura pop da Christie's, Simeon Lipman,ressaltou que "relíquias de sua persona pública e privada foramos itens mais visados, como podemos perceber pelos itensvendidos pelos maiores preços, como suas capas e instrumentos,passando por móveis de sua sala e pulseira de identificaçãohospitalar". Entre outros destaques, estava uma roupa de jeans, bordadacom a inscrição "Padrinho do Soul", vendida por 25 mildólares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.