Leilão da guitarra de Bono está próximo

Fãs do U2, acalmai-vos. A guitarra que Bono doou ao País, quando veio fazer o show da turnê Vertigo, em fevereiro, não só reapareceu como deve ser leiloada em breve. Quando? "Queremos realizar antes da Copa do Mundo", diz Fátima Menezes, diretora da ONG Ação Fome Zero, responsável pelo leilão do instrumento. Fátima adiantou também, com exclusividade ao Portal Estadao.com, que os lances só poderão ser dados pela internet, virtualmente. "Operacionalmente é mais fácil, muito mais democrático e também mais rápido", justifica a diretora. As declarações de Fátima são uma alento aos fãs do U2 que desde que a guitarra foi doada - há mais de dois meses - não tinham notícias sobre o paradeiro do cobiçado instrumento. A única informação de que dispunham foi dada pelo presidente Lula em seu programa de rádio em 27 de fevereiro. "Pelo que lemos na internet, a guitarra foi passada para ao filho do Lula", conta a estudante de publicidade Jessica Cristina Ehlre, de 21 anos, que participa de um fórum sobre o assunto no site u2br.com, um dos mais visitados do País. Vimos que a guitarra do Lenny Kravitz foi leiloada muito mais rapidamente", diz Jessica, ao falar por telefone com a reportagem do portal de Itajaí, em Santa Catarina, onde mora. "Ficamos preocupados pela falta de informação. Já são quase 3 meses e nada. Algo de errado há", completa Juliano Trentini, de 32 anos, um dos donos do U2br.com. Agora, os fãs protestam pela demora da venda do instrumento. Antes de Bono, em março do ano passado, o cantor americano Lenny Kravitz doou uma guitarra ao País. O instrumento também foi leiloado pela ONG Ação Fome Zero e arrecadou quase cinco vezes o esperado. Ao sucesso deste leilão, Fátima atribui o fato de a ONG ser, mais uma vez, responsável pelo destino de um objeto tão visado. O instrumento doado por Lenny Kravitz Fátima não viu até o dia em que foi entregue ao seu novo dono, o empresário Pedro Grendene, em setembro de 2005. Também a guitarra de Bono, a diretora da ONG não sabia onde estava. Ela só chegou às mãos de Fátima quase uma semana após a reportagem do Estadao.com.br solicitar que fosse batida uma foto do instrumento. "Não faço questão de mantê-la aqui. É um objeto de muito valor", justifica. Agora, a guitarra doada pelo vocalista do U2 está muito bem guardada, no cofre de um banco em São Paulo.O processo para o leilão da guitarra de Kravitz, no entanto, foi bem mais rápido que este da guitarra de Bono. O instrumento foi doado em março de 2005 e arrematado cerca de um mês e meio depois, em maio do mesmo ano. Se fosse considerado o mesmo prazo, a guitarra de Bono já teria sido vendida no começo de abril. "Não é este leilão que está demorando. O da guitarra do Lenny Kravitz é que foi feito muito rapidamente, porque houve a oportunidade", diz Fátima. O LeilãoA ´oportunidade´ a que se refere Fátima foi a ExpoZebu, na cidade mineira de Uberaba, em maio do ano passado. A ONG acredita que ter sido leiloada durante uma feira de exposição de gado foi fator determinante para a boa venda da guitarra de Lenny Kravitz e considerou repetir a fórmula com Bono. No entanto, a demora para encontrar um evento à altura do leilão a fez desistir da idéia.Para ser feito um leilão deste tipo no Brasil, o primeiro passo é oficializar a entrada do bem no País. Feito isso, a ONG decidirá como serão dados os lances. No caso da guitarra de Lenny Kravitz, foram duas etapas: a virtual e, em seguida, a presencial. Para a guitarra de Bono, a ONG optou só pelo formato virtual. Em seguida, um avaliador oficial entra em cena para determinar o lance inicial do instrumento. Sem a assinatura, a guitarra de Bono vale US$ 3.500, cerca de R$ 12 mil. Fátima ainda não conseguiu um avaliador, mas estima que o lance inicial para o instrumento será algo em torno de R$ 20 mil. Depois, é aberto o leilão. Feita a venda, a ONG Ação Fome Zero faz um termo de doação, um contrato de transmissão de posse que serve de comprovante para quem arrematar a guitarra e ao mesmo tempo oficializa a responsabilidade da ONG pela comercialização do bem. Para dar os lancesA ONG Ação Fome Zero busca os mesmos parceiros que teve na primeira parte do leilão da guitarra de Lenny Kravitz para fazer o da guitarra doada por Bono. Se for fechada a parceria, o leilão ficará a cargo do Mercado Livre e será feito como o de outro objeto qualquer, a exemplo do que aconteceu com o instrumento doado por Kravitz. "A guitarra, uma camisa ou um telefone usado: é a mesma coisa", explica Helisson Lemos, do departamento de marketing do site. Sobre o provável aumento do número de acessos, ele garante "A gente está preparado".Para participar do leilão, em primeiro lugar o internauta deve se cadastrar. Os dados obrigatórios são nome, telefone, endereço e e-mail. Em seguida, o interessado deve aceitar a política de segurança do site e confirmar o endereço eletrônico. Feito isso, pode-se procurar o objeto e começar a dar os lances. A guitarraA guitarra usada por Bono é da Gretsch, mesma marca daquelas usadas por astros como Elvis Presley e Jimmy Page. Ela foi fabricada especialmente para o vocalista do U2, e tocada por ele no último show da turnê Vertigo em São Paulo, no dia 21 de fevereiro. A cor da guitarra, modelo Country Club, é ´cadillac green´ - um verde escuro, quase musgo - e suas ferragens são douradas, o que deixa o instrumento (coincidência ou não) nas cores da bandeira brasileira. A guitarra é acústica e vem em um estojo forrado com uma espécie de pele sintética. São 21 trastes e entre eles há um detalhe em madrepérola. Mais informações você pode ter no site ( www.gretschguitars.com) da Gretsch. O leilão da guitarra de Lenny KravitzO cantor americano Lenny Kravitz esteve no Brasil em março de 2005 para apresentações em São Paulo, Rio e Brasília. Ele doou ao País um uma guitarra da marca Epithoni Flying, com a dedicatória: "Ao Brasil com amor" e em troca recebeu do presidente Lula uma camisa do programa Fome Zero. Já no ato da doação, Kravitz declarou que gostaria que o dinheiro arrecadado com a venda de sua guitarra fosse convertido em cisternas no semi-árido brasileiro. O Planalto encaminhou então o objeto à ONG Ação Fome Zero que, além do nome, nada tem a ver com o programa do governo. O leilão foi feito em duas etapas: a primeira foi virtual e a segunda, presencial. O lance inicial para a compra do instrumento era R$ 5 mil. A ONG Ação Fome Zero esperava arrecadar R$ 50 mil reais, e acabou conseguindo R$ 322 mil. O leilão virtual durou cinco dias e o maior valor oferecido pelos internautas foi o lance inicial do leilão presencial, realizado no dia 03 de maio, após a abertura da Expo Zebu, em Uberaba, Minas Gerais. O empresário Paulo Pedro Grendene arrematou o instrumento por R$ 322 mil, mas só colocou as mãos na guitarra em setembro, pois fez questão recebê-la das mãos do presidente. Já nesta época, o pedido feito por Lenny Kravitz a Lula havia começado a se concretizar. Das 240 cisternas previstas para serem construídas em Gentio do Ouro, na Bahia, 100 estavam prontas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.