Chris Pizzello/AP
Chris Pizzello/AP

Lee DeWyze é o vencedor da nona edição do 'American Idol'

Cantor de Illinois bate Crystal Bowersox em noite de transmissão ao vivo pela 1ª vez no Brasil

estadão.com.br

26 de maio de 2010 | 23h06

Após duas horas de transmissão ao vivo pela primeira vez no Brasil, pelo canal Sony, a nona edição do "American Idol" conheceu seu vencedor: Lee DeWyze, o "queridinho" do jurado Simon Cowel, que encerra nesta temporada sua participação no júri do reality show. A nova estrela pop americana disputou o título com a colega "riponga" Crystal Bowersox.

 

Uma hora antes de exibir a final do "American Idol", às 21h, a Sony mostrou a semifinal (legendada) do programa, que foi ao ar nesta terça-feira, 25, nos Estados Unidos (pela Fox) e teve 19,6 milhões de espectadores, contra 13,5 milhões de fãs que acompanharam o último capítulo de Lost no domingo, pela ABC. Os dois "finales", aliás, impressionaram pelo excesso de intervalos comerciais. A média de breaks nesta quarta foi de um a cada 4 minutos.

 

Além de participações especiais de Christina Aguilera, Janet Jackson, da ex-jurada Paula Abdul e dos vencedores de todas as temporadas anteriores - como Kelly Clarkson (1ª) e Carrie Underwood (4ª) -, a final teve duetos de peso. Lee cantou com Chicago e Crystal, "You Oughta Know", com Alanis Morissette. E os dois, juntos, subiram ao palco com o veterano Joe Cocker.

 

Na semifinal, Lee interpetou "The Boxer", de Simon & Garfunkel, em apresentação considerada fraca e sem energia. Depois arriscou "Everybody Hurts", do REM, e "Beautiful Day", do U2. Crystal cantou "Black Velvet", de Alannah Myles, e "Up to the Moutain", de Patty Grifith e Kelly Clarkson, vencedora da primeira edição do programa, em 2002.

 

Para substituir o jurado Simon Cowell, considerado por muitos o responsável por alavancar a audiência e fazer a diferença com seu estilo duro, Madonna foi convidada formalmente, mas ainda não respondeu. Continuam no júri do programa a comediante e apresentadora Ellen DeGeneres, o cantor e produtor Randy Jackson e a cantora e produtora Kara DioGuardi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.