Led Zeppelin é processado por plágio em 'Stairway to Heaven'

Advogados do grupo americano Spirit afirma que introdução do clássico é cópia

EFE

21 de maio de 2014 | 09h36

Os advogados do grupo americano Spirit processarão a célebre banda britânica Led Zeppelin por considerar que a introdução de seu clássico "Stairway to Heaven" é um plágio de uma canção instrumental da formação californiana, informou nesta terça-feira o jornal "Los Angeles Times".

Concretamente, Francis Alexander Malofiy, em representação do guitarrista do Spirit, Randy California, já falecido, assegura que apresentará o processo pela semelhança existente entre o música do Spirit, "Taurus", de 1968, e "Stairway to Heaven", lançada em 1971. O objetivo de Malofiy é bloquear o lançamento de uma nova edição do álbum "Led Zeppelin IV" - que inclui essa música - e conseguir que California seja reconhecido como coautor da canção.

::: Cultura Estadão nas redes sociais :::
:: Facebook ::
:: Twitter ::

Segundo a revista Rolling Stone, Spirit e a família de California esperaram até agora para apresentar o processo porque antes não podiam pagar os advogados. A publicação sustenta que Spirit e Led Zeppelin tocaram juntos em quatro ocasiões entre 1968 e 1969.

Pouco antes de sua morte, California declarou à revista "Listener", em 1997, que considerava que o sucesso do Led Zeppelin era "um plágio".

"Os meninos fizeram milhões de dólares graças a ela e nunca agradeceram nem se ofereceram a dar-nos algum desse dinheiro. É algo que me dói. Pode ser que algum dia sua consciência consiga que façam algo a respeito", comentou na época.

Por enquanto, os representantes do Led Zeppelin não se manifestaram sobre o processo.

Tudo o que sabemos sobre:
Led Zeppelin

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.