Divulgação
Divulgação

Led Zeppelin completa reedição de discografia com lançamento de 3 álbuns

Material reúne grandes clássicos da banda inglesa

EFE, O Estado de S. Paulo

30 Julho 2015 | 15h46

MADRI - A discografia de Led Zeppelin com som remasterizado e conteúdo inédito estará disponível na íntegra para os fãs a partir desta sexta-feira com o lançamento da reedição dos últimos três álbuns da banda, Presence, In Through the Out Door e Coda.

O primeiro deles foi gravado em 1976 durante 18 dias em um estúdio de Munique. O álbum alcançou o número 1 nos Estados Unidos e no Reino Unido e contém clássicos como Achilles Last Stand. Em seu novo lançamento, também terá faixas como a instrumental inédita 10 Ribs & All/Carrot Pod Pod (Pod).

In Through the Out Door foi lançado em 1979, com o qual a banda conquistou seis discos de platina. Em sua reedição haverá novas versões de cada música e uma embalagem de papel marrom envolvendo o disco, como na edição original. Esse foi o último LP do grupo com o baterista John Bonham, que morreria no ano seguinte.

Ficou marcado na história do rock que a banda se negou a gravar sem Bonham. O último disco de Led Zeppelin, Coda (1982), foi elaborado com descartes de álbuns anteriores e partes ao vivo de músicas já gravadas.

A nova versão, que agora sairá em dois discos, contará com um material extra com até 15 faixas, "as mais potentes de todas as reedições", segundo especialistas citados pela Warner Music em seu comunicado de imprensa.

De todo o material, a gravadora destaca especialmente o tema Sugar Mama, gravou nos Olympic Studios de Londres em 1968, nas sessões do primeiro disco. A música ficou pronta, mas não tinha sido divulgada até então.

Coda finaliza o processo iniciado no ano passado, quando o guitarrista Jimmy Page assumiu o comando da reedição de todos os discos da banda.

"A resposta foi fenomenal. Foi um projeto divertido de fazer porque sabia o que estava por vir", comentou Page em entrevista à Agência Efe, na qual ressaltou como a música da banda "resistiu ao tempo" após mais de 40 anos de carreira.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.