Lauryn Hill ressurge de banquinho e violão

De banquinho e violão, Lauryn Hill rompeu finalmente o silêncio de três anos após o lançamento de The Miseducation of Lauryn Hill, um dos álbuns de rap mais festejados nos anos 90. Quem esperava um novo álbum na mesma linha do anterior, se decepcionará - ou talvez até se surpreenda - com MTV Unplugged 2.0, disco duplo, acústico e ao vivo, lançado no Brasil recentemente.MTV Unplugged 2.0 nada tem a ver com o disco que faturou cinco prêmios Grammy (incluindo o de melhor álbum) e chacoalhou o hip hop, contrapondo refrões melódicos à verborragia das rimas. "Gostaria de apresentar vocês para mim", diz Lauryn antes de começar a cantar Mr. Intentional, a primeira faixa do disco. O comentário serve de alerta, pois MTV Unplugged 2.0 rompe com o percurso traçado pela cantora.Introspectiva, ela oferece ao ouvinte um punhado de 15 canções que pouco lembram a pegada pulsante que permeava The Miseducation of Lauryn Hill - apenas o apuro melódico e a rouquidão elegante de seu timbre de voz, que antes apareciam discretamente, e agora colam no ouvido na primeira audição.O novo disco veio depois de um retiro da cantora norte-americana. Declarando-se sufocada pela fama, ela passou longa temporada na Jamaica e sumiu da mídia. Teve dois filhos com Rohan Marley, um dos filhos de Bob Marley, e estreitou ainda mais seu namoro com o reggae e a cultura rastafari - que se arrasta desde os tempos em que integrava o grupo de rap Fugges, com quem gravou No Woman, No Cry.Depois que a poeira da melancolia baixou, Lauryn confinou-se durante seis meses em um estúdio de Nova York, no primeiro semestre de 2001, para compor as músicas do repertório de MTV Unplugged 2.0. A influência do reggae se acentua na batida levada ao violão na maioria das faixas e se concretiza mais claramente na versão para So Much Things To Say, do sogrão Bob Marley.Único instrumento usado no disco, o violão suave é mero coadjuvante e serve principalmente para realçar a voz da cantora. Em faixas como I Find it Hard to Say (Rebel) e Just Want You Around, aliás, ela demonstra não ter domínio total das cordas e chega até a arranhar. O deslize, que não faz diferença nenhuma no saldo do disco, poderia ter sido amenizado no estúdio, mas Lauryn optou por não intervir na gravação ao vivo.Embora inaugure uma nova ramificação da obra da cantora, MTV Unplugged 2.0 pode repetir o êxito de Miseducation of Lauryn Hill - que vendeu mais de 12 milhões de cópias pelo mundo e despejou hits como Doo Wop (That Thing) e Lost Ones nas pistas de dança de todo o mundo.DJs de black music do Brasil, inclusive, não dispensam faixas do primeiro disco-solo da cantora em suas discotecagens. "Toquei muito Lauryn Hill e ainda toco", diz Theo Werneck, um dos comandantes da pista do Urbano, em São Paulo, nas noites de sexta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.