Mark Blinch/ Reuters
Mark Blinch/ Reuters

Lady Gaga cancela vinda ao Rock in Rio e Maroon 5 toca dois dias seguidos

Cantora está com forte dores, o que a impossibilita a fazer shows

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2017 | 15h25

RIO - A cantora norte-americana Lady Gaga cancelou sua vinda ao Rock in Rio. Ela seria a principal atração de sexta, 15, abertura do festival. A organização do Rock in Rio acaba de confirmar que a banda Maroon 5, que  era atração principal de sábado, fará dois shows, sexta e sábado. Desde cedo, fãs se aglomeram em frente ao Hotel Fasano, em Ipanema, zona sul do Rio, onde Lady Gaga iria se hospedar.

O festival enviou a seguinte nota à imprensa: "Devido a fortes dores, Lady Gaga está impossibilitada de fazer apresentações. Por isso, o Rock in Rio lamenta informar o cancelamento de seu show nesta sexta-feira, dia 15. A cantora, que está sendo submetida a um tratamento por profissionais médicos especializados, enviou através do festival seu carinho para todos os fãs e agradecimento pelo apoio e compreensão."

 

* Entenda as possíveis causas e tratamentos para dores crônicas

A nota diz ainda: "Apesar de não ser obrigatório, por respeito aos fãs da Lady Gaga, o Rock in Rio irá reembolsar quem desistir de vir ao evento neste dia. Para aqueles que compraram ingresso para dia 15 de Setembro e optarem pelo reembolso do valor, o Rock in Rio irá disponibilizar, na sua página oficial, na próxima segunda-feira dia 18, toda a informação com o procedimento a ser adotado. Só serão reembolsados os ingressos que não forem usados, os fãs que entrarem na Cidade do Rock no dia 15 não terão direito ao reembolso. É imprescindível, para reaver o valor do ingresso, manter a pulseira em seu poder e que ela não tenha sido utilizada para entrar no festival. Não haverá devolução em dinheiro na bilheteria do evento em nenhum momento."


 

Tudo o que sabemos sobre:
Lady Gaga

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.