La Scala terá vários maestros na próxima temporada

Um único maestro não dominará a regência da próxima temporada do La Scala em seu primeiro ano depois de 19 anos sob a direção artística de Riccardo Muti, anunciou a tradicional casa de óperas de Milão hoje.Jovens e veteranos maestros vão se revezar na condução da orquestra durante os próximos anos, enquanto o teatro busca acabar com o período de turbulência que levou à demissão de Muti.A próxima temporada vai começar, como sempre, em 7 de dezembro, com o maestro Daniel Harding, de 29 anos, com Idomeneo de Mozart, anunciou o La Scala em seu site hoje.O teatro também trará os veteranos Riccardo Chailly e Lorin Maazel para regerem, respectivamente, Rigoletto, de Verdi, e Tosca, de Puccini. A temporada será encerrada com outro jovem maestro: Gustavo Dudamel, de 24 anos, com Don Juan, de Mozart.O diretor de música da Sinfônica de Chicago, Daniel Barenboim, vai reger a Nona Sinfonia de Beethoven no tradicional concerto de Natal do Scala e deve voltar a Milão em dezembro de 2007 para a ópera de Wagner Tristão e Isolda, diz a nota.Muti deixou seu cargo em abril em meio a brigas iniciadas com demissão do superintendente Carlo Fontana, que tinha um relacionamento problemático com o maestro.Funcionários do Scala acusaram Muti de tentar tornar a casa de óperas em seu estúdio particular, e muitas apresentações tiveram de ser canceladas por causa da briga.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.