Kurt Mansur recupera-se de transplante

O diretor da Orquestra Filarmônica de Nova York, o alemão Kurt Mansur, recupera-se favoravelmente de um transplante de rins a que foi submetido na Alemanha o mês passado, comunicou hoje JohannHaus, o diretor da clínica cirúrgica da Universidade da cidade alemã de Leipzig.O transplante renal feito pelo músico de 74 anos, no dia 29 de novembro, transcorreu sem complicações. Mansur voltará a empunhar a batuta em fevereiro de 2002 e deixará a Orquestra Filarmônica de Nova York, que dirigiu nos últimos dez anos, no final da temporada 2001/2002. Mansur vai dirigir a Orquestra Nacional da França, em Paris. Em setembro a Filarmônica de Nova York comunicou de forma inesperada que Mansur se submeteria no final do ano a um transplante na Europa, sem confirmar se seria um transplante renal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.