Keith Richards voltou ao hospital horas após receber alta

Keith Richards voltou ao hospital nesta quarta-feira - quatro horas após receber alta de sua segunda operação no cérebro, conforme noticia o jornal The Sun. O texto dos repórteres do The Sun indica surpresa pelo fato de "os médicos deixarem o músico sair do hospital dois dias após uma delicada operação, com um enorme chapéu cobrindo as bandagens de sua cabeça".Ainda segundo o tablóide The Sun, Keith, de 62 anos - que se feriu após cair de um coqueiro de aproximadamente 4,5 metros -, teve de retornar mais tarde ao hospital com sua mulher Patti Hansen, 50, com a possibilidade de ter de permanecer no hospital por vários dias."No entanto, ele recebeu alta novamente no início desta manhã. Richards, Patti e seus quatro filhos ficarão a partir de agora em um hotel local enquanto ele se recupera. Seus médicos foram aconselhados a não dar permissão para voar e deixar o país". Segundo o The Sun, na noite anterior, o hospital, localizado em Auckland, Nova Zelândia, não comentou sobre sua condição ou seu tratamento. Mas um comunicado da banda afirmou que a segunda operação foi "cem por cento bem sucedida" e negou as notícias de que Keith estava com risco de ter danos cerebrais. O filho do roqueiro, Marlon, 36, e as filhas Angela, 34, Theodora, 21, e Alexandra, 19, foram ao hospital para "apoiar seu pai".Keith se machucou em Fiji. Ele foi transportado de avião até Auckland, onde seu crânio foi perfurado para drenar um coágulo. Ele voltou ao hospital com desmaios e, na segunda-feira, teve um osso de seu crânio removido para aliviar a pressão.Keith jurou estar nos shows europeus durante a turnê mundial deste verão, apesar de pacientes de cirurgia cerebral levarem média de três a quatro meses para se recuperar. O primeiro show em Barcelona dos Stones, marcado para 27 de maio, foi transferido para junho para dar a Keith a chance de estar recuperado. A fonte acrescentou: "a família só quer que ele fique bem para que possa voar de volta para casa e se recuperar. Porém, não há chances até os médicos estarem convencidos de que o vôo não aumentará sua pressão cerebral."ContradiçõesInformações desencontradas marcam o relato do caso de Keith Richards. Fran Curtis, relações-públicas da banda, disse que o guitarrista dos Rolling Stones só foi operado uma vez, e não duas, como havia informado a imprensa neozelandesa e reafirma o The Sun. Segundo os jornais locais, Richards teria quase morrido por causa de um coagulo no cérebro, formado depois da sua queda de um coqueiro na ilhas Fiji, no fim de abril. Porém, a informação oficial é de que a operação consistiu na retirada do sangue acumulado no cérebro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.