Keith Richards viola lei e acende cigarro em show

Keith Richards, guitarrista dos Rolling Stones, está sendo investigado por supostamente violar a proibição escocesa de fumar em palcos artísticos. O músico fumou na última sexta-feira durante um show dos Stones em Glasgow, cidade que proíbe o cigarro em lugares fechados, teatros, locais esportivos e paradas de ônibus. A lei escocesa entrou em vigor em março deste ano.O jornal "The Times", que publica nesta segunda-feira a notícia, diz que não se sabe se Richards, de 62 anos, acendeu o cigarro como forma de protesto ou simplesmente por falta de memória, por causa de sua idade.Seja como for, a Prefeitura de Glasgow está investigando o ocorrido para tomar as atitudes cabíveis. "A Prefeitura leva muito a sério a responsabilidade de fazer cumprir a proibição de fumar", declarou um porta-voz. Quem viola essa proibição pode ser obrigado a pagar uma multa de 50 libras, enquanto o responsável pelo local pode ser sancionado em 200 libras. Na tarde desta segunda-feira foi divulgada a notícia de que Richards ficou livre de pagar uma multa por ter fumado no show, pois o Parquem Hampden, onde o grupo se apresentou, está isento da aplicação da nova lei que proíbe fumar em lugares públicos fechados, informou nesta segunda uma autoridade pública da cidade de Glasgow. Os infratores da lei que entrou em vigor em março podem ser multados em até US$ 95. A proibição atinge salas de cinema e centros esportivos.Ron Wood diz que Bono e Geldorf são políticos demaisEnquanto isso, o outro guitarrista dos Stones, Ron Wood, acusou os músicos irlandeses Bono, do U2, e Bob Geldof, de serem "políticos demais"."Nunca me dedicaria à política como tem feito Bono. Geldof e ele podem continuar tentando até o fim do mundo, mas não conseguirão fazer nenhuma diferença", declarou Wood, de 59 anos. Segundo Wood, o mais importante é entreter o público com boa arte. "Meu único interesse é manter as pessoas felizes. A política não permite isso, mas a arte sim", acrescentou o guitarrista.Os Rolling Stones iniciaram a turnê européia em 11 de julho, em Milão, na Itália, com mais de um mês de atraso - o primeiro show estava previsto para 21 de maio em Barcelona, mas 11 apresentações foram canceladas em função da recuperação de Keith Richards, que foi submetido a uma cirurgia cerebral para a retirada de um coágulo no cérebro depois que caiu de um coqueiro nas ilhas Fiji, em 27 de abril. A turnê européia acaba com uma apresentação em Horsens, na Dinamarca, em 3 de setembro, e a turnê pela América do Norte está prevista para começar no dia 20 de setembro, em Boston, nos Estados Unidos.(Matéria alterada às 17h00, com acréscimo de informações)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.