Karen, a voz meiga e marcante dos Carpenters

Karen, a voz meiga e marcante dos Carpenters

Sucesso nos anos 1960/ 70, junto com o irmão, Richard, cantora ela morreu em 1983 em decorrência de sua doença, a anorexia nervosa

Eliana Silva de Souza, O Estado de S.Paulo

02 Março 2015 | 10h28


Considerada por muitos como uma das mais belas vozes da música internacional, Karen Carpenter encantou os anos 1960/ 70 junto com seu irmão Richard. Os dois iniciaram carreira a musical ainda nos 1950, quando surgiram em cena como um trio. Participava do grupo o amigo Wes Jacobs, no baixo. No começo faziam apresentações em casas noturnas tocando repertório de jazz. Enquanto Richard mostrava sua habilidade ao piano, a jovem Karen fazia bonito cantando e muitas vezes mostrando talento tocando bateria, e foi muito elogiada no comando das baquetas.

Já em 1969, Karen e Richard lançaram o primeiro álbum, Offering, que mais tarde renomearam para Ticket to Ride, nome da canção que viria a ser um dos maiores sucessos dos Carpenters. O trabalho seguinte foi Close to You, que ficou no topo das paradas com as canções They Long to Be/ Close To You e We've Only Just Begun.

Claro que o sucesso acarretou muito trabalho, turnês intermináveis e muitas horas de estúdio, o que viria a afetar a saúde tanto de Karen quanto de Richard. Enquanto ele se viu dependente de remédios para dormir, ela desenvolveu anorexia nervosa. Como consequência, tiveram de interromper turnês, dar um tempo na carreira para iniciar tratamento.

Após uma carreira que durou cerca de 14 anos, nos quais conseguiram gravar 11 discos, com músicas chegando ao topo das paradas, a dupla chegou ao fim com a morte precoce de Karen Carpenter, em 4 de fevereiro de 1983, em decorrência de sua doença, a anorexia nervosa, pouco antes de completar 33 anos (em 2 de março).

Confira sucessos dos Carpenters:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.