Kanye West ataca Bush em concerto por vítimas do Katrina

O rapper Kanye West aproveitou a primeiro concerto em favor das vítimas do Katrina, realizado na noite de sexta-feira e transmitido pela TV para todo o país, para criticar o presidente George W. Bush. "George Bush não se importa com os negros", disparou Kanye. O inesperado discurso de Kanye foi feito quando comentava a devastação produzida pelo Katrina, ao lado do ator e comediante Mike Myers. Para surpresa de Myers, o rapper disse, inesperadamente, que "odiava" a maneira como os meios de comunicação se referiam aos negros envolvidos na tragédia. "Se é uma família negra, se trata de pilhagem. Se a família é branca, estão buscando comida." Segundo o rapper, os Estados Unidos estão preparados para ajudar "os pobres, os negros e os que têm menos, o mais lento possível".Os ataques foram transmitidos integralmente pela cadeia de televisão NBC. Mas na costa oeste, para onde o concerto foi retransmitido três horas mais tarde, as palavras de West foram cortadas. A emissora alegou que Kanye "se afastou do texto que havia sido preparado para ele". Participaram do concerto artistas da área afetada pelo furacão, como Tim McGraw, Harry Connick Jr. e Wyston Marsalis. Os fundos arrecadados serão canalizados para a Cruz Vermelha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.