Justin Bieber faz acordo para evitar prisão nos EUA

Fotógrafo processava o cantor após ser agredido pelos seus seguranças

O Estado de S.Paulo

31 Outubro 2016 | 19h46

Justin Bieber fechou um acordo com a justiça americana para evitar ser preso. O acerto põe fim ao processo movido pelo fotógrafo Manuel Munoz, que acusava os seguranças do cantor de agredí-lo há dois anos, em Miami Beach.

Bieber, que está viajando com a sua Purpose Tour pela Europa e virá ao Brasil em 2017, foi intimado pelo juiz do caso a depor pessoalmente no tribunal. Caso não comparecesse, a intimação previa a prisão do cantor, que seria feita assim que ele pisasse novamente em solo americano. "Ele não pode ser privilegiado por ser famoso", argumentou o advogado de Munoz, Mark DiCowden, que pedia uma indenização pela agressão dos seguranças de Justin.

 

Mais conteúdo sobre:
Justin BieberMúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.