Thiago Teixeira/AE
Thiago Teixeira/AE

Justin Bieber diz que se recusa a cantar sobre sexo, drogas e palavrões

Cantor ambiciona ficar tão famoso quanto Michael Jackson

REUTERS

10 de janeiro de 2012 | 18h54

O ídolo adolescente Justin Bieber chega à maturidade, em março, com uma longa e ambiciosa lista de afazeres, como continuar na ativa aos 30 anos, ficar tão famoso quanto Michael Jackson e evitar músicas que falem de sexo e drogas.

"Tomara que quando eu tiver 30, as pessoas se lembrem de mim", disse o ídolo canadense numa longa entrevista à revista V. "Não quero que as pessoas pensem em mim apenas como uma sensação adolescente."

O cantor de "Baby" disse que pretende manter sua imagem saudável, que lhe valeu o apreço de milhões de fãs -a maioria meninas- e de suas mães.

"Nunca irei me portar de modo que a garotada e os pais não me respeitem", disse ele. "Quero conseguir fazer o que Michael fez, ele sempre cantava letras limpas ... Não quero começar a cantar sobre coisas como sexo, drogas e palavrões."

 

Bieber, que há meses namora Selena Gómez, estrela da Disney, admitiu que ainda precisa crescer.

O cantor lançou seu primeiro álbum aos 15 anos, e em 2011 foi o nome mais procurado na Internet, segundo o buscador Bing. Ele disse que nada disso é por acaso.

"Estou aqui por uma razão, e estou aqui pela vida toda", disse. "Também quero que as pessoas saibam que eu escrevo minhas coisas. Ninguém escreve as coisas por mim."

(Reportagem de Jill Serjeant)

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICABIEBERJACKSON*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.