Justiça confirma suicídio do cantor Luigi Tenco

Após uma investigação na qual o corpo do cantor foi exumado, a Justiça italiana confirmou, na quarta-feira, que o Luigi Tenco se suicidou durante o Festival da Canção de Sanremo, há 40 anos. "Todas as investigações confirmam, sem dúvida nenhuma, que se tratou de suicídio", sentenciou o juiz de Sanremo, no noroeste da Itália, Mario Gagliano, que deu o caso por encerrado.O caso foi reaberto pela Justiça em dezembro de 2005. A decisão de retomar a investigação foi tomada após se chegar à conclusão de que o trabalho da polícia na época foi incompleto, pois foi encerrado antes da realização de uma autópsia. Isso permitiu que surgissem várias hipóteses para a causa da morte do artista.O juiz informou que o tipo de arma encontrada perto de Tenco, uma Ppk, é compatível com os ferimentos encontrados no corpo e todos os elementos, como o orifício de entrada e de saída da bala, "confirmam a hipótese de suicídio".Tenco tinha 29 anos em 1967 quando morreu com um tiro na têmpora em um quarto do hotel Savoy de Sanremo, supostamente após ter perdido um prêmio com sua canção "Ciao amore ciao".O corpo foi descoberto pela cantora Dalida, seu parceira na competição, que foi falar com ele após uma discussão telefônica. Junto ao corpo de Tenco foi encontrado um bilhete com a seguinte mensagem: "O público quis e lhe dediquei cinco anos da minha vida. Faço isto não porque esteja cansado da vida mas como protesto".

Agencia Estado,

16 de fevereiro de 2006 | 04h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.