Juntos no palco, Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro

O encontro é respeitável. O músicoDori Caymmi e o compositor Paulo César Pinheiro estarão juntos,em cima de um palco, pela primeira vez em quase 40 anos deparceria. Isso porque, apesar de serem parceiros desde 1969(quando compuseram Evangelho), os dois nunca tiveram chance defazer um show juntos. A reunião inédita será protagonizada nopalco do Teatro Fecap, até sábado. De um lado da parceria, está Dori, o filho mais velho deDorival Caymmi, que vive há anos nos EUA e está às voltas comdois projetos: um deles, de tributo ao pai ao lado dos irmãosNana e Danilo e outro, o CD Rio-Bahia, gravado com Joyce. Deoutro lado, Paulo César Pinheiro, um dos maiores compositores daMPB, cujas músicas já foram cantadas por Maria Bethânia, IvanLins e outros nomes. A idéia desse show é valorizar a sonoridade com a qualas canções foram criadas, assim como a poesia das letras dePinheiro. Será um show intimista, por isso estarão sem banda. Oacompanhamento será feito à base do violão de Dori, relembrandoum pouco do jeito do pai Caymmi de conduzir suas apresentações -sempre ele e seu violão em punho. O repertório, claro, contemplará a parceria amigável e de anosde Dori e Pinheiro, incluindo alguns clássicos da dupla, comoSaudade de Mar e Velho Piano. Haverá momentos paracomposições menos conhecidas e também para aquelas que fizeramsucesso no exterior. Ainda dentro do roteiro, Pinheiro vaideclamar poemas de sua autoria.Dori Caymmi e Paulo César Pinheiro. Teatro Fecap (400 lug.).Av. Liberdade, 532, metrô Liberdade, 0800 551902. Amanhã esábado, 21 h. R$ 40

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.