Julgamento de Jackson entra em fase decisiva

Agora é decisivo. Começará hoje, na Corte Superior de Santa Maria, Los Angeles, a apresentação dos argumentos pela procuradoria a pelos advogados de Michael Jackson em seu julgamento. Ele é acusado de abusar de um menor e poderá ser condenado a 20 anos de cadeia. Jackson nega todas as dez acusações.A procuradoria apresentará aos 12 integrantes do júri o retrato de uma família pobre, cujo filho doente estava obcecado para conhecer seu ídolo, um sonho que se converteu em pesadelo quando o cantor supostamente abusou dele.A defesa, por sua vez, descreverá o astro como alvo perfeito para pessoas pouco escrupulosas que, como a mãe do menino, não teriam qualquer pudor em se aproveitar da fortuna e da suposta bondade do artista.A primeira testemunha a ser chamada deve ser o jornalista britânico Martin Bashir, cujo documentário Vivendo com Michael Jackson, desencadeou uma avalanche de acusações que desaguaram no atual processo.O juiz Rodney Melville permitirá que os advogados de Jackson chamem a mãe do garoto para confessar que, ameaçando criar um escândalo, recebeu US$ 150 mil do cantor. Mas Jackson poderá se ver prejudicado por seu passado. Há alguns anos ele "comprou o silêncio" de outro menino com o pagamento de US$ 20 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.