Juiz proíbe venda de objetos de Harrison

A viúva de George Harrison acusou seu ex-cunhado de apoderar-se de objetos que pertenceram ao célebre músico e vendê-los no dia seguinte da morte do ex-Beatle.O juiz Dzintra I. Janavs emitiu na sexta-feira uma ordem proibindoCarl Roles de vender objetos que estão em disputa jurídica, como roupas, discos, fotografias e outros artigos retirados de uma casa que o músico possuía em Bel-Air, em Los Angeles.Harrison tinha 58 anos quando morreu de câncer no dia 29 denovembro. O pedido de Olivia Harrison, apresentado pelo advogado Robert Chapman, informa que um detetive particular que trabalhava com a herança de Harrison comprou dez caixas de objetos pessoais do ex-Beatle vendidas por Roles e sua esposa Carol. Roles foi casado anteriormente com uma irmã de Olivia,Linda Arias. Uma audiência para determinar a justificação da ordem judicial foi marcada para 1.º de fevereiro, disse Chapman nesta terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.