Juiz ordena que ex-estilista devolva bens de Bono

Uma ex-estilista do grupo de rock irlandês U2 terá de devolver a Bono suas roupas e outros objetos pessoais, entre eles um chapéu de cowboy, brincos e quase 200 fotografias tiradas em bastidores de shows do U2, decidiu hoje um juiz.O juiz federal de Dublin Matthew Deery disse que não aceitava a alegação de Lola Cashman de que Bono lhe presenteou com os objetos ao final da etapa norte-americana da turnê mundial Joshua Tree, que a banda fez em 1987. O juiz ordenou que Lola devolva todos os objetos dentro de uma semana.Bono e os outros integrantes do U2 - o guitarrista The Edge, o baixista Larry Mullen e o baterista Adam Clayton - abriram o processo Lola depois que ela tentou vender os itens em uma casa de leilões em Londres, em 2002. Os músicos ficaram ainda mais irritados quando ela publicou, em 2004, o livro Inside the Zoo With U2: My Life With theWorld´s Biggest Rock Band (Dentro do Zoológico com U2: Minha vida com a maior banda do mundo, em tradução livre).Ao depôr, Lola afirmou que Bono havia dado o chapéu Stetson e outros objetos de presente para ela enquanto dançava em roupas íntimas depois de um show em Phoenix, Arizona.Bono desmentiu em seu testemunho a versão da mulher, ao qualificar seu Stetson como um "ícone" na história do U2 e algo de que não abriria mão. Ele ressaltou que usou o chapéu durante a grande turnê de 1987 e que também o usou na capa do disco Rattle and Hum, de 1988.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.