Juanes ganha Grammy e o dedica aos sequestrados das Farc

Com 17 troféus cantor colombiano é maior ganhador do Grammy Latino; venceu por 'La Vida ... Es Un Ratico'

AP,

08 de fevereiro de 2009 | 23h17

Juanes ganhou neste domingo, 8, seu primeiro prêmioGrammy com La Vida ... Es Un Ratico, enquanto Jaguares ficou com o prêmio de melhor álbum latino de rock ou música alternativa com 45. "Estou feliz por esse novo prêmio e quero dedicar esse Grammy a todos os sequestrados que há nas selvas da Colômbia com meus desejos de sua rápida libertação como sonhamos todos os colombianos", disse Juanes por meio de uma mensagem eletrônica divulgada por seu agente pouco depois que ele soube do prêmio.   Veja também: Robert Plant e Alison Krauss levam cinco prêmios Grammy Veteranos vencem as principais categorias do jazz no Grammy Confira a lista dos premiados no site oficial Galeria de fotos da premiação do 51º Grammy   O astro colombiano, o maior ganhador da história do Grammy Latino, com 17 troféus, conquistou o primeiro prêmio da Academia norte-americana na categoria de melhor álbum de pop Latino. Quem recebeu o troféu em seu nome foi o premiado músico argentino Gustavo Santaolalla, coprodutor do disco, que agradeceu a Juanes, "pela oportunidade de trabalhar ao seu lado por todos esses anos e por inspirar-nos como artista e ser humano".   Esses prêmios foram anunciados durante uma cerimônia prévia e divulga 100 dos 110 ganhadores da 51.ª edição do Grammy, cuja festa de gala acontece esta noite no Staples Center, em Los Angeles. José Feliciano obteve o Grammy de melhor álbum latino tropical por Señor Bachata e Wisín & Yandel o de música urbana por Los Extraterrestres.   Los Tigres del Norte levaram o prêmio de melhor álbum de música nortenha por Raíces. Joan Sebastian ganhou o prêmio de melhor algum de banda de música mexicana por No Es de Madera e Marichi Los Camperos de Nati Cano e Marichi Divas empataram na categoria de melhor álbum regional mexicano por Amor, Dolor Y Lágrimas: Música Ranchera e Canciones de Amor, respectivamente.   Arturo O'Farrill & The Afro-Latin Jazz Orchestra levaram o prêmio de melhor álbum latino de jazz com Song For Chico e a peça da Broadway In The Heights, que gira em torno a la vida dos hispânicos em um bairro de Manhattan, obteve o prêmio de melhor álbum de show musical.   A cantora de origem mexicoamericana Lila Downs, indicada ao prêmio de melhor álbum de música mundial contemporânea, cantou no início da cerimônia realizada no Staples Center de Los Angeles, que não foi televisionada.   Juanes foi o único artista latino-americano convidado a apresentar a cerimônia de gala oficial e televisionada do Grammy.   Este ano, o rapper Lil Wayne lidera a lista de indicados com oito indicações, seguido do Coldplay, com sete e Jay-Z, Ne-Yo e Kanye West com seis cada um.   Além de Lil Wayne (Tha Carter III), disputam o prêmio de álbum do ano, Coldplay (Viva La Vida), Robert Plant & Alison Krauss (Raising Sand), Ne-Yo (Year of the Gentleman) e Radiohead (In Rainbows). O prêmio de melhor canção deste anos será disputado entre American Boy (Estelle con Kanye West), Chasing Pavements (Adele), I'm Yours (Jason Mraz), Love Song (Sara Bareilles) e Viva La Vida (Coldplay). E o novo artista será disputado entre Adele, Duffy, Los Jonas Brothers, Lady Antebellum o Jazmine Sullivan.

Tudo o que sabemos sobre:
GrammyJuanes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.