Jovens são maiores consumidores de música no Brasil

Ao contrário do que se observa no resto do mundo, a maior parte da música consumida em 2004 no Brasil foi comprada por pessoas com menos de 30 anos de idade. Os dados foram divulgados nesta terça-feira pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI, na sigla em inglês).Os jovens consomem 63% da música comprada legalmente no País, segundo a instituição. O Japão (70%) e o México (74%) também apresentam dados parecidos.Em 1999, jovens com menos de 30 anos eram responsáveis por mais da metade das vendas em todo o mundo. A situação agora se inverteu, com pessoas acima de 30 anos correspondendo a 55% das vendas globais.A Hungria e a Holanda (73% das vendas), a Áustria (71%) e a Alemanha (69%) são os mercados que apresentam uma maior parcela de consumo feito por pessoas acima de 30 anos.O 12º relatório anual da IFPI também afirma que a Grã-Bretanha é o país que mais consumiu discos per capita no mundo, com uma média de 2,9 discos comprados anualmente por pessoa.O país com o maior número de aparelhos de CDs per capita, entretanto, é Cingapura, com quase quatro unidades por residência.O Brasil é o sexto maior mercado consumidor de DVDs do mundo, e os EUA são o país com o maior número de aparelhos de DVD por residência, 94%.O país da América do Sul líder em termos de banda larga é o Chile, com 8%. Na América do Norte, o Canadá, com 46%. Quatro países possuem pelo menos um telefone celular para cada habitante, Taiwan, a República Tcheca, Portugal e a Suécia.A IFPI afirma também que 2004 viu o lançamento e relançamentos de mais de 100 mil álbuns em todo o mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.