Jovens paulistanos ganham escola de rap

Todos os envolvidos no projeto Escola de Rap dizem que o hip-hop é o movimento certeiro para promover a integração entre os jovens. Idealizada por João Marcello Bôscoli, músico, produtor e presidente da gravadora Trama, e com o apoio da Coordenadoria Especial da Juventude da Prefeitura de São Paulo, a Escola de Rap começa sábado, contando com workshops, palestras e apresentações de rappers em sete escolas municipais, dois colégios particulares e cinco casas de cultura da capital. "Sempre achei que os rappers, como líderes das comunidades, poderiam transmitir não só música, mas consciência. Uma das maneiras é levar esses rapazes, muitas vezes heróis das suas comunidades, para dentro das escolas. Lá eles podem contar suas experiências e, quem sabe, colocar outros jovens no caminho das artes", explica Bôscoli. Para tanto, quem participar das atividades que ocorrem entre sábado e o dia 14 de julho, sempre a partir das 15h, encontrará o DJ Marcelinho, convidado para ministrar um curso básico sobre rap; apresentações de Rappin Hood e dos grupos Potencial 3, Mzuri Sana e Conseqüência, além de palestras com esses artistas, uma conversa sobre suas carreiras e o hip-hop. Escolhidos com a ajuda do gerente de eventos da Trama, Vagner Garcia, esses músicos pertencem ao casting da gravadora. Já os locais foram indicados pelas Secretarias de Cultura e Educação. "Esse projeto mostra que o movimento pode não só agitar a cidade como também oferecer uma opção profissional para os jovens", argumenta o coordenador de juventude da prefeitura, Alexandre Youssef. É o que confirma o DJ Marcelinho, que, por meio de uma unidade móvel formada por uma mesa e dez caixas de som, três microfones, um telão, e iluminação, entre outros equipamentos, vai ensinar, durante uma hora, como é o trabalho de um DJ. "Quero despertar o interesse da molecada. Além de entretenimento, o projeto pretende mostrar os caminhos que um DJ pode seguir, como ser produtor ou fazer trilha sonora de filmes", diz Marcelinho. A Escola de Rap será realizada pela Trama com o apoio da lei n.º 10.923-90, da Prefeitura de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.