Divulgação
Divulgação

Joss Stone abre turnê no Brasil e diz: 'Aqui é meu lugar favorito'

No mesmo dia que Lady Gaga, inglesa faz show sem pirotecnia e enche Credicard Hall

Ítalo Reis - estadão.com.br,

12 de novembro de 2012 | 15h26

No palco, a decoração era simples: pano de fundo, tapetes no chão e o equipamento da banda. Assim, com zero pirotecnia, Joss Stone entrou no palco do Credicard Hall, em São Paulo, para abrir sua turnê brasileira. E mesmo em dia da apresentação da Lady Gaga, no Morumbi, a jovem inglesa encheu a casa de shows e mostrou o que faz sua fama: potência vocal.

Joss abriu com todo o gingado de (For God Sake) Give More Power To The People, cheia dos sorrisos e emendou com While You're Out Looking for Sugar, ambas do novo CD de covers The Soul Sessions vol. 2.  Usando um vestido em tons lilás, parecidos com os a decoração de fundo, e cabelos ondulados e aloirados, a cantora estava de fato “linda”, como se ouvia nos gritos dos fãs.

Aparentemente mais solta com o público do que nas apresentações dos anos anteriores - Joss vem ao Brasil anualmente desde 2008 -, ela agradeceu, conversou e avisou: a próxima música é para um cara um cara que não merecia: You Had Me. Veio em seguida com Super Duper Love e pediu ajuda do público, que gritava os ‘yeahs’ da música.

No canto direito do palco, o trio de backing vocals fazia um show a parte com dancinhas nos trechos que suas vozes não eram necessárias para dar suporte a Joss.

A energia do público brasileiro era tanta que a inglesa sempre se afastava do pedestal do microfone, sorrindo e parecendo encantada com o carinho. Foi quando soltou: “Aqui é meu lugar favorito de tocar”. Se ela ainda não havia conquistado a plateia, este pareceu o momento.

Joss fez uma boa mesclagem de sucessos dos discos anteriores, com medleys, e até saiu do seu repertório ensaiado para agradar ao público, que pedia Karma. Antes, porém, deixou claro: “Não estava nos nossos ensaios, então pode sair uma merda”. Ops. Não era para ter falado assim. Ela cobriu a boca entre risos. Apesar de não se lembrar da letra inteira - e ter alertado sobre isso - ela se saiu bem, assim como a banda.

No retorno para o bis, a cantora apresentou um de seus grandes sucessos Right To Be Wrong e deixou claro que aquela era a última da noite. O público não queria, óbvio, e gritava para ela não deixar o palco. “Esta parte (de ir embora) é a mais difícil, mas eu vou voltar. Eu prometo”, e saiu.

Joss ainda se apresenta em Belo Horizonte, no dia 13, no Rio de Janeiro, no dia 15, e em Florianópolis, dia 17. O show de Porto Alegre, marcado para o dia 20, foi cancelado para readequação de agenda da cantora.

Set list

1 - (For God Sake) Give More Power To The People

2 - While You're Out Looking for Sugar

3 - You Had Me

4 - Super Duper Love

5 - Stoned Out of My Mind

6 - Teardrops

7 - Jet Lag

8 - Sideway Shuffle

9 - Karma

10 - Big 'Ol Game

11 - Don’t Cha Wanna Ride / Bad Habit

12 - You've Got the Love / Put Your Hands on Me / Baby Baby Baby

13 - Fell in Love with a Boy

14 - First Taste of Hurt

 

Bis:

15 - Right To Be Wrong

Tudo o que sabemos sobre:
Joss Stone

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.