Tania Gomes/AE
Tania Gomes/AE

Jonas Brothers causam alvoroço na volta ao Brasil

Fãs se aglomeram na porta do hotel à espera de uma aparição dos irmãos

Tania Gomes, Estadão.com.br

06 de novembro de 2010 | 14h17

Com uma recepção pouco calorosa, os Jonas Brothers receberam a imprensa neste sábado para falar sobre a turnê de divulgação de Camp Rock 2: The Final Jam. Como era de se esperar, perguntas sobre vida pessoal e, principalmente, Demi Lovato, foram proibidas.

Ainda que blindados pela assessoria, era possível verificar a tensão nos rostos dos irmãos. Se era pela perda de uma peça importante da turnê, como Demi, que se internou para tratar problemas emocionais, ou se era devido apenas ao cansaço, não foi possível saber. Porém, contrariando a linguagem corporal, eles disseram estar felizes por voltarem. "Nós estamos empolgados por vermos nossas fãs de novo. Trouxemos uma turnê diferente desta vez então estamos empolgados por tocar aqui novamente", disse Kevin, referindo-se a apresentação que fizeram no Brasil em 2009.

E o irmão mais velho mostrou mesmo ser o porta-voz do trio, tomando a dianteira em várias respostas, mas tomando cuidado para deixar outras para Joe e Nick - que se mostra pouco à vontade e prefere ficar calado a maior parte do tempo.

O clima frio do encontro, que durou pouco mais de 20 minutos, contrasta com o cenário do lado de fora do Hotel Intercontinental, onde estão hospedados em São Paulo. Logo cedo já havia fãs aguardando na porta na esperança de vê-los de perto. No início da tarde era possível contar pouco mais de 100 pessoas, a maioria, como era de se esperar, garotas.

Nayara Fagundes Godói, de 14 anos, era uma delas. Fã do trio há 5 anos, ela é o retrato da sensação que os rapazes causam no público teen. "É um sonho se realizando, parece que a qualquer momento eu posso acordar e vai tudo sumir", disse, sobre a sensação de estar tão próxima deles. Como ela não ficará perto do palco, decidiu ir para a frente do hotel com as amigas na esperando vê-los mesmo que por apenas alguns segundos. "A gente está sem dormir há três dias, mas é de nervoso", revela Isabela Luisa dos Santos Barbosa, de 13 anos, que acompanha Nayara e Natália Gouveia de Castro, de 15 anos, que deu a ideia de ir para a frente do hotel.

Embora os shows que os Jonas Brothers fazem por aqui sejam de divulgação de Camp Rock e a apresentação mostre números do filme com atores do elenco, a sensação é de que este é um show dos irmãos. Pouco se fala sobre os outros participantes, e com isso as atenções ficam mesmo em torno de Nick, Joe e Kevin.

E o que eles acham de serem o centro de toda a atenção das fãs, que se dão ao direito de gritar o tempo todo para tentar fazer com que eles apareçam na janela? "Gritando ou cantando nossas músicas isso é muito legal, nos sentimos abençoados por termos o apoio de nossas fãs". Para melhor mostrar o que eles pensam sobre elas, foi pedido para cada um deles as descrevesse em uma palavra. Para Kevin, elas são "apaixonadas", para Joe, "amáveis" e Nick foi de "barulhentas". Pela prévia que elas deram antes do show, em frente ao hotel, é possível dizer que eles sabem bem o que dizem.

O Jonas Brothers se apresentam em São Paulo, no Estádio do Canindé, neste sábado. Depois passam pelo Rio (7) e Porto Alegre (10), onde encerram a turnê brasileira.

Tudo o que sabemos sobre:
Jonas Brothers, Demi LovatoCamp Rock

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.