Johnny Hallyday depõe em processo de abuso sexual

O pop star francês Johnny Hallyday, acusado de violentar uma funcionária a borto de seu iate, foi interrogado hoje em Nice por três horas e meia. O cantor ainda não está sendo oficialmente investigado e prestou depoimento apenas como testemunha. Conforme seus advogados, Johnny negou as acusações de Marie-Christine Vo, a suposta vítima de abuso sexual. Ela registrou queixa contra o cantor em abril, e o processo foi aberto em março. Johnny, por sua vez, contra-atacou com duas ações por calúnia e chantagem. Segundo os advogados do cantor, um dos astros mais queridos do país, a funcionária teria pedido cerca de US$ 425 mil para desistir do processo.

Agencia Estado,

24 de novembro de 2003 | 17h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.