João Gilberto vence em segunda instância ação contra Universal Music

João Gilberto vence em segunda instância ação contra Universal Music

O artista acusa a gravadora de ter esvaziado o patrimônio na EMI para não pagá-lo; cabe recurso no STJ

Redação, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2019 | 21h43

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro confirmou a vitória, em segunda instância, nesta terça, 26, do compositor, cantor e músico João Gilberto sobre a Universal Music. Foram três votos a zero. A informação é da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo

A ação foi movida contra a EMI, que foi incorporada pela Universal Music. Segundo João Gilberto, direitos autorais não são pagos pela gravadora de 1964. No processo atual, o artista acusa a gravadora de ter esvaziado o patrimônio na EMI para não pagar as dívidas que tem com ele. 

Ainda cabe recurso no Supremo Tribunal de Justiça. 

Até o momento, nenhum representante da gravadora não foi localizado para comentar o caso. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.