Divulgação
Divulgação

João Gilberto pode retomar turnê este ano

Shows cancelados em 2011 serão rediscutidos quinta-feira no Rio

Roberta Pennafort - O Estado de S.Paulo,

13 de fevereiro de 2012 | 19h27

RIO - Os fãs de João Gilberto que se frustraram com o cancelamento de seus shows no fim do ano passado podem voltar a ter esperanças. Na quinta-feira, produtores da turnê comemorativa de seus 80 anos, suspensa porque João não estava bem de saúde, vão se reunir com a direção do Teatro Municipal do Rio, onde seria o show carioca, para tratar de um possível reagendamento.

Na pauta, está um adiantamento de R$ 200 mil da bilheteria, que, segundo o teatro, não chegou a ser devolvido. "A gente tem esperança de que o show aconteça, trabalhamos com esse intuito", diz Antonio Barretto Junior, diretor da OCP Produções, que estava à frente da empreitada junto com o produtor Mauricio Pessoa. "Mas não quero fazer nenhum tipo de declaração, para não levantar especulações. É um assunto que precisa ser resolvido, a gente quer ver o que eles (o teatro e os representantes de João) irã propor". O Grupo Tom Brasil, que havia fechado shows com João antes de Barretto

Junior e Pessoa, teria R$ 500 mil a receber do cantor, correspondentes a outro adiantamento. Somados a correção e honorários do advogado do grupo, a cifra chegaria perto de R$ 700 mil. De acordo com Cláudia Faissol, mãe da filha caçula do cantor e que responde em seu nome, as conversas sobre novos shows serão só depois do carnaval, uma vez que os produtores trabalham no carnaval baiano.

Ela negou que tenha havido adiantamentos para João. "Eu não sei detalhes de pagamento, mas ele não pegou dinheiro do Municipal. João não sabe de nada que tenha sido tratado, ele é o artista, são informações que passam longe dele", disse Cláudia. O teatro informou que repassou os R$ 200 mil em outubro, um mês depois do início da venda dos ingressos, cujos preços variavam entre R$ 500 e R$ 1.400.

Os shows, marcados inicialmente para novembro, e que iriam se estender por São Paulo, Brasília e Porto Alegre, passaram depois para dezembro, e só no Rio e em São Paulo. Desde o cancelamento definitivo, anunciado dias antes das apresentações, entre "90 e 95%" dos pagantes já foram ressarcidos pelo Teatro Municipal do Rio.

Cláudia acredita na possibilidade de João fazer shows esse ano. O cancelamento, ano passado, se deu porque, pressionado pela proximidade da turnê, ele ficou debilitado psicológica e fisicamente. Uma infecção respiratória o prostrou na cama. Na ocasião, o médico Jorge Jamili, geriatra e amigo de João há dez anos, deu entrevista ao Estado relatando que ele tinha duas hérnias, que lhe provocaram muita dor na hora de tocar violão. De férias em Fortaleza, Jamili atendeu a reportagem ontem rapidamente: "Não posso dar informações porque não vejo João há umas quatro semanas".

Tudo o que sabemos sobre:
João GilbertoMPBmúsica brasileira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.