Eduardo Nicolau/Estadão
Eduardo Nicolau/Estadão

João Gilberto apresenta quadro 'confusional', por isso foi interditado, justifica Bebel Gilberto

De acordo com a filha, músico vinha sendo induzido a assinar documentos que lhe prejudicam as finanças

Roberta Pennafort, O Estado de S.Paulo

16 de novembro de 2017 | 12h07

RIO - A cantora Bebel Gilberto interditou na Justiça o pai, o cantor João Gilberto, que está com 86 anos e passa por "absoluta penúria financeira", o que inclui uma ameaça de despejo do apartamento em que mora, segundo ela. A medida foi para proteger o artista, que vive sozinho no Rio e está com a saúde fragilizada pela idade. Bebel, que mora em Nova York, veio à cidade para tratar da questão.

Bebel, por meio de sua advogada, Simone Kamenetz, divulgou nota na quarta-feira, 15, em que afirma que o pai apresenta quadro mental "confusional há alguns anos", e vinha sendo induzido a assinar documentos que lhe prejudicam as finanças. Não informa quem o induziria.

A íntegra da nota é: "Conforme foi divulgado pela imprensa, João Gilberto está sob a curatela de Bebel, sua filha. João já vem apresentando, há alguns anos, um quadro confusional, que não o permite compreender com clareza e exatidão os atos jurídicos que lhe são solicitados por terceiros, resultando numa situação atual de absoluta penúria financeira, apesar de ser titular de direitos autorais que deveriam lhe garantir mais que sua subsistência por toda a sua vida. João está enfrentando um processo de despejo, além de responder a processos por não ter comparecido a compromissos profissionais contratados por terceiros em seu nome, o que acarretou em condenações indenizatórias em valores superiores a sua baixa renda. Adicionalmente, a saúde de João vem se deteriorando, sem que os cuidados necessários estivessem sendo promovidos. Por todas essas razões, Bebel não viu alternativa senão a de interditar seu pai, para impedir que continue sendo induzido a assinar documentos, cujo conteúdo e respectivos compromissos lhe são danosos."

O caso corre em sigilo de Justiça, completa a nota, e "Bebel, nesse momento, está dedicada e focada apenas em recuperar a saúde de seu pai e trazer equilíbrio para sua vida. Por isso, agradece todo o interesse, mas permanecerá silente".

Mãe de Bebel, a cantora Miúcha, que se casou com João nos anos 1960 e mantém relação amigável com ele, disse à reportagem ter sido informada da interdição na quarta-feira. Ela contou que a filha está tentando "arrumar a vida do pai". 

"Bebel está tentando ajudar João. Ele se meteu em muita confusão, negócios errados, mas não sei detalhes sobre isso. Ela está tentando arrumar a vida dele", resumiu Miúcha. "João está bem de saúde, mas fraco, porque está com muita idade. Espero que fique tudo bem com ele, ele merece isso".

O recluso João não é visto em público desde 2008, quando fez shows por ocasião dos 50 anos da bossa nova. Em agosto de 2015, fotos do cantor ao lado de Bebel e de Miúcha causaram alvoroço entre fãs. As imagens, que revelavam um João mais magro numa varanda ensolarada no Rio, foram compartilhadas no perfil de Bebel no Facebook. A cantora escolheu como legenda "E a família feliz".

Dois meses antes, haviam sido divulgados dois vídeos de João Gilberto ao violão por Claudia Faissol, mãe de sua caçula, Luisa, hoje com 11 anos. João tocava "Garota de Ipanema", com a menina ao seu lado, cantando. Na imagem, o cantor está de pijama, assim como na foto tirada na varanda com Bebel. Na ocasião, Miúcha declarara que ele estava "ótimo, cantando e tocando como nunca. Impressionante." 

O papa da bossa nova fez 86 anos em junho. Em 2011, quando completou 80, uma turnê foi anunciada. Os produtores prometiam interpretações de canções que João nunca havia tocado e cantado, e a captação de imagens para exibição ao vivo, via satélite. Logo depois, o projeto foi cancelado. 

Então geriatra de João, o médico Jorge Jamili afirmou que ele ficara muito debilitado pelo estresse causado pela iminência das apresentações, uma vez que é notório perfeccionista. Ele disse que João tinha duas hérnias na coluna, e ambas doíam quando ele fazia shows, por causa da posição do violão junto ao corpo. 

Na quarta-feira, a reportagem procurou Jamili e também Claudia Faissol, mas eles não foram encontrados. Bebel também não.

Desde o cancelamento da turnê os problemas financeiros de João, que não possui sequer apartamento próprio, se agravaram. Isso porque o cantor chegou a receber uma parte do pagamento adiantado pelos shows, que não teria sido devolvida. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.