Jimmy LaRocca atualiza a Original Dixieland Jazz Band, de New Orleans

James Carl LaRocca, ou simplesmente Jimmy LaRocca, é o herdeiro musical de um respeitável legado: é o filho do bandleader Dominic "Nick" LaRocca (1869-1961), que encabeçou em 1917 a primeira banda a gravar um disco de jazz na História, a Original Dixieland Jazz Band, de New Orleans.Em São Paulo com uma versão atualizada daquela formação para concertos no Memorial da América Latina em memória de Louis Armstrong, Jimmy LaRocca contou em entrevista na quarta-feira que remontou a banda em 1994 ou 1995."Já lançamos dois discos desde então, um com as velhas canções do grupo do meu pai e outro com composições originais nossas", afirmou o trompetista. Os discos são 80 Years of Jazz (1998), com os clássicos da primeira orquestra, e Anniversary of a Jazz Legend (1999), que traz composições de Jimmy, também cantor de jazz de voz rouca como a de Louis Armstrong."A idéia foi remontar a banda com o mesmo espírito, tocando nos mesmos estilos de dixieland e swing", disse LaRocca após o primeiro ensaio com os grupos brasileiro e argentino com os quais está se apresenta na sua primeira temporada aqui.O primeiro disco de jazz da banda do pai de LaRocca foi gravado pela Victor Records tendo como estrela a Original Dixieland´Jass´ Band. De um lado do single, estava a canção Dixie Jass Band One-Step. Do outro, Livery Stable Blues. Essa gravação, do tempo em que se grafava jazz com s, vendeu em um ano cerca de meio milhão de exemplares ao redor do mundo, o que foi um espanto para a época.Aquilo mostrou, segundo Jimmy, o caminho "pelo qual a música poderia progredir dali por diante". O amálgama que produz o jazz estava ali, representado pelo dixieland e o swing.Para retomar a estrada do velho Nick, com quem tinha "um monte de diferenças", mas com o qual se divertia muito tocando ("Foi uma boa relação, no geral, mas eu fiz meu próprio caminho"), Jimmy LaRocca conta com uma estrutura profissional. Além de um time de seis músicos que o acompanha, ele tem um selo próprio, o ODJD Records, pelo qual grava seus discos.Jimmy LaRocca diz que mantém um "estilo antigo" e que, como trompetista, gosta do estilo de Wynton Marsalis. Ele tem dois filhos, nenhum músico, "infelizmente", para dar prosseguimento à saga da Original Dixieland Jazz Band."Muitos entre os músicos da banda têm relações, de alguma forma, com aqueles integrantes da primeira formação", ele conta. "O avô do trombonista tocou com meu pai, por exemplo."Armstrong Memorial Concert. Com Original Dixieland Band, PorteÏa Jazz Band e Tito Martino Jazz Band. Amanhã (15), às 21 horas. Entrada franca. Memorial da América Latina. Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664, tel. 3823-9611

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.