NEIL HALL| Reuters
NEIL HALL| Reuters

Jimmy Carter fatura seu segundo Grammy

Ex-presidente ganhou prêmio de Melhor Álbum Falado foi por 'A Full Life: Reflections at 90', uma versão em áudio de suas memórias

AFP

16 de fevereiro de 2016 | 09h04

Jimmy Carter, o 39º presidente dos Estados Unidos, acumulou nesta segunda-feira, 15, mais uma façanha - tornando-se vencedor do Grammy pela segunda vez.

Com 91 anos, ganhou novamente o prêmio da indústria da música na categoria de Melhor Álbum Falado por A Full Life: Reflections at 90, uma versão em áudio de suas memórias.

No livro, Carter descreve sua ascensão na política e sua derrota eleitoral para Ronald Reagan em 1980.

Mas ele também fala sobre suas preocupações sobre o estado do mundo e especialmente foca em sua inquietude sobre o impacto da marginalização da mulher.

Desde que deixou a Casa Branca, Carter tornou-se um fervoroso defensor dos esforços de paz, da saúde global e do desenvolvimento, e tem sido cada vez mais a favor das causas de esquerda.

Carter não apareceu no Grammy para receber o prêmio.

Em dezembro, o ex-presidente declarou que estava livre do câncer, meses depois de anunciar que seria submetido a um tratamento enquanto o câncer se espalhou por seu cérebro.

Carter também venceu um Grammy em 2007 por Our Endangered Values: America's Moral Crisis, uma outra versão em áudio de um livro sobre suas visões políticas.

Para vencer o último prêmio, Jimmy Carter levou a melhor sobre indicados como a ícone punk e escritora de 69 anos Patti Smith, que apesar de sua vasta influência na música nunca ganhou um Grammy.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.