Jimi Hendrix ganha caixa de 4 CDs e exposição

O legado de Jimi Hendrix ganha força com o lançamento de uma caixa de quatro CDs e uma exposição no Rock and Roll Hall of Fame and Museum, em Cleveland. O lançamento de The Jimi Hendrix Experience marca a chegada ao mercado de gravações raras do guitarrista, incluindo uma versão ao vivo de Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, enquanto a exposição reúne objetos, instrumentos e pinturas dele.Hoje à noite, uma grande jam session em Cleveland vai marcar a inauguração da mostra e o lançamento da caixa, em uma homenagem a Hendrix. Devem se apresentar músicos e grupos como Vernon Reid The Roots e Eric Gales Band, além de Tommy Shannon e Chris Layton (que ficaram conhecidos por acompanhar Stevie Ray Vaughn). A exposição vai ter várias das extravagantes roupas usadas por Hendrix em seus shows, um baixo Fender de 1965, um violão de 12 cordas Guild, uma vasta coleção de manuscritos de suas músicas (incluindo Voodoo Child e Gypsy Eyes), desenhos doados pelo pai do músico e seu primeiro aparelho de som, onde ele começou a se apaixonar pela música.A família de Hendrix, que nos últimos anos vem tendo um papel importante em preservar e divulgar o trabalho dele, participou ativamente da exposição e também da produção dos novos discos. "A maioria dos objetos nunca saiu da casa do meu pai", disse Janie Hendrix em um comunicado à imprensa. "Estamos muito felizes de poder finalmente mostrar um pedaço da vida dele para os fãs de todo o mundo."Recentemente eles conseguiram vencer uma batalha judicial contra um fã que havia se apropriado do endereço da Internet que leva o nome do músico. A Experience Hendrix, empresa montada por Janie que inclui um selo fonográfico, foi considerada a dona legítima do domínio.O site vai ser um instrumento importante na divulgação da caixa, que contém 56 faixas. Compilada pelo produtor Eddie Kramer, que trabalhou durante vários anos com Hendrix, e pelo historiador John McDermott, a caixa reúne gravações feitas durante o famoso show que o guitarrista deu em Paris, em 1966, além dos festivais Monterey Pop, em 1967, e Isle of Wight, em 1970. Há também versões alternativas de Purple Haze e Foxey Lady, das últimas sessões de gravação dele, entre outras.Os fãs provavelmente não vão ter do que reclamar: de acordo com McDermott, todas as gravações foram feitas por um Hendrix no "topo de sua forma". "Ele usa todas as técnicas conhecidas dos seres humanos e um pouco mais." A caixa também vai incluir um livro com fotos inéditas e um ensaio do crítico de rock Dave Marsh.Se a reação do público for a mesma dos últimos lançamentos do selo, Hendrix deve mais uma vez entrar para a parada da "Billboard". O disco First Rays Of the New Rising Sun, que foi montado em 1997 com faixas que seriam para o álbum sucessor a Electric Ladyland, chegou ao 49º lugar da parada. Nada mal para três décadas depois.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.