Jethro Tull está de volta ao País

Ian Anderson, vocalista e flautista do Jethro Tull, conta que esta é a quarta vez que ele toca no Brasil. Mas já vai avisando: "Prometo fazer um show bem diferente". Nem precisa. O público fiel espalhado por todo o país quer celebrar no show de amanhã em São Paulo os 35 anos de carreira da banda e seu estilo inconfundível que mistura rock progressivo, folk, blues e letras mitológicas. Anderson, porém, sabe que terá que tocar sucessos como Aqualung e Locomotive Breath.Apesar do sucesso internacional - a banda já ganhou 11 discos de ouro e cinco de platina -, os críticos nunca levaram o Jethro Tull a sério. "Nunca nos preocupamos com isso", diz Anderson. "Prefiro gastar o tempo olhando para os jovens em início de carreira." E dá um exemplo: "recebi uma carta de uma flautista romena que me pedia para lhe ensinar algumas melodias. Fui até lá e acabei gravando no CD dela." Mas será que a beleza dela influiu na viagem? "Ela é realmente muito interessante, mas logo conheci seu namorado e o relacionamento teve de ser só profissional mesmo", conta o bem-humorado Anderson, decepcionado.Jethro Tull. Sáb., às 22h. De R$ 50,00 a R$ 200,00. Credicard Hall (Av. Nações Unidas, 17.955. 6846-6010).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.