FREDERIC J. BROWN and Jacques DEMARTHON / AFP
FREDERIC J. BROWN and Jacques DEMARTHON / AFP

Jay-Z, Tina Turner e os Kraftwerks, novos membros do Hall da Fama do Rock and Roll

A cerimônia de apresentação acontecerá no dia 30 de outubro em Cleveland, Ohio, onde o Hall tem sua sede permanente desde 1995

Agências, AFP

12 de maio de 2021 | 14h52

NOVA YORK, EUA -  cantora Tina Turner e o rapper Jay-Z foram incluídos no Hall da Fama do Rock and Roll, o panteão americano do rock e da música popular em geral, junto com o grupo alemão Kraftwerk, anunciou a instituição nesta quarta-feira, 12.

Carole King, The Go-Go's, Foo Fighters e Todd Rundgren completam o clube exclusivo de artistas selecionados para um assento no museu, que nos últimos anos tem se esforçado para ampliar seu alcance e homenagear mais artistas que não sejam homens brancos.

Na verdade, o Rock and Roll Hall of Fame nunca foi reservado apenas para o rock e foi aberto, desde a sua primeira divulgação em 1986, a outros gêneros musicais como soul, blues, R&B, folk, country e mais recentemente rap.



Tina Turner, de 81 anos, já havia entrado no panteão em 1991 como integrante da dupla Ike & Tina Turner. Desta vez, foi incluída como solista, tendo se reinventado em meados da década de 1980 em um registro mais pop, que lhe rendeu sucesso mundial.

Jay-Z, rapper e produtor do Brooklyn, chega com o endosso de 23 Grammys, o maior prêmio da indústria musical americana. Com 51 anos e tendo passado por várias eras do rap, sua proposta é considerada relevante até hoje.

A cerimônia de apresentação acontecerá no dia 30 de outubro em Cleveland, Ohio, onde o Hall tem sua sede permanente desde 1995.

O júri é composto por pouco mais de 1.200 pessoas entre membros vivos, profissionais e historiadores da música. Os artistas podem ser indicados 25 anos após o lançamento de sua primeira gravação.

A promoção de 2021 também inclui o grupo alemão Kraftwerk, considerado um pioneiro da música eletrônica, e The Go-Go's, uma das primeiras bandas exclusivamente femininas a fazer sucesso, com seu pop dance com ar punk dos anos 80.

O guitarrista Dave Grohl, que já faz parte do clube exclusivo como integrante da icônica banda Nirvana, foi escolhido pela segunda vez, esta com seu grupo The Foo Fighters, criado em 1994.

Carole King, por sua vez, é apoiada por uma carreira condecorada como compositora para outras estrelas, e seu álbum Tapestry, de 1971, é um dos mais vendidos da história.

Rundgren, conhecido por sucessos como Bang the Drum All Day, foi incluído após sua quarta indicação e após chamar a votação de "uma farsa".

O hall também homenageará LL Cool J, Billy Preston e Randy Rhoads com "prêmios por excelência musical", enquanto Kraftwerk, Gil Scott Heron e Charley Patton receberão reconhecimento como "influências pioneiras".

Tudo o que sabemos sobre:
Jay-ZTina Turnermúsicarock

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.