Chris Pizzello/AP - Arquivo
Chris Pizzello/AP - Arquivo

Jay-Z lança livro sobre sua vida, música e o hip-hop

O artista Jay-Z, que já vendeu cocaína, quando era um jovem traficante antes de se tornar um dos rappers mais ricos dos Estados Unidos, agora escreve sobre sua vida. Jay-Z fala sobre sua história, decodifica sua música e explica a cultura hip-hop em sua estreia literária, o livro "Decoded", que será lançado na terça-feira.

MICHELLE NICHOLS, REUTERS

16 de novembro de 2010 | 11h07

Nascido em Nova York, o rapper escreve na linguagem às vezes grosseira das ruas do Brooklyn onde ele cresceu, explicando como o hip-hop foi a forma de sua geração dizer ao mundo como foi crescer durante o "tempo de guerra" urbana.

"Perdi pessoas que eu amava, fui traído por pessoas em quem confiava e senti a brisa dos tiros por cima da minha cabeça. Vi o vício do crack destruir famílias -- quase destruiu a minha -- mas eu também vendia", diz Jay-Z, cujo verdadeiro nome é Shawn Carter, em "Decoded".

"Armas eram mais fáceis de conseguir no bairro do que qualquer assistência pública. Havia épocas em que a violência parecia a música de fundo", disse Jay-Z, vencedor de dez Grammys, sobre como foi crescer nos anos 1980 e início dos anos 1990 no bairro de Nova York.

O artista de 40 anos disse que começou o rap em 1978 quando tinha 9 anos e viu outra criança "rimar" no complexo habitacional Marcy, no Brooklyn, onde vivia. "Naquela noite comecei a escrever rimas em meu caderno de espiral", diz ele aos leitores.

A música hip-hop nasceu no South Bronx, em Nova York, nos anos 1970 e se transformou em uma indústria que vale bilhões de dólares, com um apelo massivo que superou suas raízes urbanas. Os rappers não produzem apenas música, mas vendem um estilo de vida hiphop.

Jay-Z lançou 11 álbuns gravados em estúdio -- em 2009, "The Blueprint 3" produziu o sucesso número 1 dos Estados Unidos, "Empire State of Mind -- e ele também fundou a marca de roupas Rocawear, que vendeu em 2007 por 204 milhões de dólares.

Tudo o que sabemos sobre:
MUSICAJAYZLIVRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.