Jared Leto faz juras de amor ao Brasil durante show em São Paulo

Banda 30 Seconds to Mars, liderada pelo cantor e ator vencedor do Oscar, promoveu 'campanha' para voltar ao Rock in Rio em 2015

João Paulo Carvalho, O Estado de S. Paulo

17 de outubro de 2014 | 09h54

Jared Leto é uma daquelas figuras difíceis de serem decifradas. O mais novo sex symbol da música pop não faz lá muito esforço para atrair a atenção do público feminino, ainda que este não seja seu principal objetivo quando sobe ao palco à frente da banda 30 Seconds to Mars. Na apresentação na noite desta quinta-feira, no Espaço das Américas, em São Paulo, o também ator quebrou o estereótipo de galã de Hollywood e mostrou que pode ir além de atributos estéticos, fazendo um bom rock’n’roll, recheado de elementos eletrônicos. 

Durante quase duas horas de show, Jared fez juras de amor ao Brasil, arriscou frases em português e pediu à produção para que distribuísse copos de água para a plateia. Feito inconsciente, mas que, em tempos de crise hídrica na cidade, o credencia como um dos frontmen mais politizados do cenário musical na atualidade.

A banda californiana começou a apresentação pontualmente às 21h. Cercado de gritos histéricos do público, em sua maioria jovens que não passavam dos 20 anos, o power trio abriu o show com a música Up in The Air, do quarto e mais recente álbum da banda, Love, Lust, Faith and Dreams (2013). “Olá. É tão bom voltar a São Paulo. Vou tirar meus óculos para poder enxergá-los melhor”, disse Leto.

Habituado a um look autêntico e inusitado, o vencedor do Oscar de melhor ator coadjuvante por Clube de Compras Dallas (2014), mais uma vez, não poupou no figurino. Além de coroa na cabeça, ele usou uma bata branca com detalhes em preto e jaleco com desenhos infantis. Uma espécie de ‘Jesus Cristo Superstar’ do século 21. “Escutei várias coisas engraçadas aqui hoje. Alguém até gritou que gostaria de ser a mãe do meu futuro filho. Eu também amo você, garotinha”, brincou, antes de levantar a camisa – sem a intenção de sensualizar – e arrancar suspiros das garotas.

Em outro momento do show, Jared pegou o celular e gravou um vídeo para postar em sua conta no Instagram. “Vamos fazer um clipe. Vocês preferem Brasil com ‘s’ ou com ‘z’?”. Com ‘s’, respondeu a plateia. “Isso aí, nada do linguajar estrangeiro por aqui. Todos vocês estão no comando”, brincou o vocalista. “Está muito quente aí atrás, não? Vamos distribuir alguns copos de água para vocês. Fiquem tranquilos”, afirmou Jared em meio a alguns gritos tímidos de “Está faltando água em São Paulo” e “Onde está a água, Alckmin (governador de São Paulo)?”.

O trio californiano, que fez uma apresentação histórica na edição passada do Rock in Rio, também relembrou o show de setembro. À época, Jared Leto soltou de tirolesa. “Quando foi mesmo o Rock in Rio? Em setembro do ano passado, certo? Teremos outro? Em 2015? Então, eu digo uma coisa para vocês: queremos tocar no Rock in Rio novamente. Alguém esteve lá? Aquele show foi épico, um dos melhores da nossa careira. Estaremos lá novamente. Tenho certeza disso”, concluiu Jared.

O 30 Seconds to Mars segue agora para o Rio de Janeiro, onde faz dois shows, hoje e amanhã, na Fundição Progresso. Na sequência, a banda norte-americana encerra sua passagem pelo Brasil com um show em Brasília, no dia 21 de outubro, no Opera Hall.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.