Lening Abdala
Lening Abdala

James Taylor estreia turnê com Elton John com o dedo quebrado e hits do passado

Músico não pode tocar o violão, marca fundamental de sua carreira, em apresentação realizada na Pedreira Paulo Leminski, na noite desta sexta-feira, 31

Guilherme Sobota, Enviado especial

31 de março de 2017 | 22h23

CURITIBA - Com o dedo médio da mão esquerda quebrado, James Taylor subiu ao palco da Pedreira Paulo Leminski em Curitiba sem o violão no colo, no início da noite desta sexta-feira, 31. Ele fez um discurso longo, em português, para se desculpar. "Bem vindo ao Brasil", confundiu-se. "Quebrei meu dedo. Verdade. Então não posso tocar a guitarra. Merda!", leu, com a desenvoltura de 50 anos de carreira. 

Este foi o primeiro show de Taylor na turnê conjunta com Elton John pelo Brasil: eles ainda tocam no Rio (1/4), Porto Alegre  (4/4) e São Paulo  (no Allianz Parque, dia 6/4). Apesar do problema no dedo, ele cantou e dançou, animado e feliz, para cerca de 20 mil pessoas.

A turnê privilegia hits do passado em detrimento das canções de Before This World, o álbum de 2015 que rendeu boas resenhas e o primeiro #1 na carreira de Taylor. Do disco novo, ele cantou Today Today Today e foi só. 

Fire & Rain, Wandering, Mexico, Your Smiling Face, Don't Let Me Be Lonely, tudo estava lá.

Antes de Only a Dream in Rio, explicou. "Essa música foi feita aqui no Brasil, em 1985, quando Tancredo Neves foi eleito e eu toquei num festival chamado Rock in Rio. Numa noite lá, Caetano me levou para o Circo Voador, e lá eu testemunhei vários artistas brasileiros tocarem depois de banidos pela ditadura. Caetano, Gilberto Gil, Ivan Lins. Essa música é sobre isso." Ouvi-lo cantar "quando nossa mãe acordar, todos os filhos saberão, e regozijarão" em português é de arrepiar.

Sua voz continua ótima, mas quando ele abre espaço para Arnold McCuller no clássico Shower The People, fica claro como ele já não atinge as notas mais altas - bem como nas canções de Carole King, Up On The Roof e You've Got a Friend.

Entre ensaios de dancinhas no palco, Taylor guarda um respeito enorme pela sua banda, que tem nomes como Steve Gadd  (baterista de fama de Steely Dan, Eric Clapton e Paul Simon) e Mike Landau  (Michael Jackson, Joni Mitchell e até com Miles Davis).

Obviamente o dedo quebrado foi um anticlimax logo no início. Mesmo assim, James Taylor continua dando um baita show.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.