'Jair Rodrigues era capaz de brilhar em um palco luxuoso ou na rua', diz João Marcello Bôscoli

'Jair Rodrigues era capaz de brilhar em um palco luxuoso ou na rua', diz João Marcello Bôscoli

Filho de Elis Regina relembra o antigo companheiro de sua mãe

Julio Maria, O Estado de S. Paulo

08 de maio de 2014 | 20h23

João Marcello Bôscoli ouve falar de Jair Rodrigues desde a infância. Foi com sua mãe, Elis Regina, que Jair surgiu. Os dois juntos, mais o Zimbo Trio, estiveram à frente de um programa de televisão na Record, O Fino da Bossa, entre os anos de 1965 e 1967. Foi uma época rara, em que um programa de TV atingia a liderança da audiência com atrações como Hermeto Pascoal, João Gilberto, Adoniran Barbosa, Chico Buarque, Edu Lobo, Nara Leão, Gilberto Gil e Milton Nascimento. O programa, gravado no Teatro Record, na Rua da Consolação, ia ao ar em São Paulo às quartas feiras e reinou absoluto até que a turma de Roberto Carlos chegasse do Rio de Janeiro para iniciar a fase do Programa Jovem Guarda. Roberto, Wanderléia e Erasmo Carlos desbancariam a turma de Elis aos poucos. Na segunda fase do programa, Ronaldo Bôscoli, casado com Elis, veio do Rio para dirigir o programa. E demitiu Jair. O programa acabaria semanas depois. João Marcello lembra de Jair:

O que Jair Rodrigues tinha que o fazia especial?

Em síntese, um carisma raro. Além de ser um cantor e showman capaz de brilhar em um palco luxuoso ou na rua, amava o público e seu ofício.

Temos dele uma imagem de sambista, mas seu repertório não vai além disso?

Sim, vai bem além. Bolero, samba enredo, MPB, soul...

Como você o vê o lado showman, pouco comentado?

Simonal e Jair são os reis desse assunto no Brasil.

O que não foi entendido de Jair Rodrigues?

Nada. Ele foi amado e aplaudido desde sempre.

O que a música perde?

Perde mais um representante do grupo de pessoas que construiu a reputação musical do Brasil.

Tudo o que sabemos sobre:
Jair Rodrigues

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.