Jackson vai voltar ao tribunal na sexta 13

O juiz Rodney S. Melville perguntou a Michael Jackson se ele conhecia as acusações que pesavam sobre ele. O popstar respondeu que sim. Em seguida, perguntou qual a posição que ele assumia diante das acusações e ele respondeu em voz baixa: "inocente". O juiz marcou a próxima sessão para a sexta-feira, dia 13 de fevereiro, instante em que o advogado do cantor Mark Geragos retrucou: "não podemos evitar esta data?"Antes disso, Jackson levou uma bronca do juiz por ter se atrasado por 21 minutos à audiência. É que Jackson ficou acenando e estendendo a mão aos fãs que portavam inúmeros cartazes de apoio ao astro, além de cantar seus sucessos, num movimento chamado de "Caravana do Amor". Centenas de câmeras de televisão acompanhavam passo-a-passo sua chegada ao tribunal de Santa Maria. Foi a primeira vez em que ele enfrentou no tribunal as sete acusações de abuso contra um menino de 13 anos e de ter administrado álcool (vinho) ao menor. Pelos atos lascivos ele poderá sofrer uma pena de três a oito anos de prisão e pela última acusação, de um a três anos.A primeira audiência de Jackson diante do tribunal atraiu uma caravana de jornalistas e fãs de todo o mundo até a pacata cidade de Santa Maria, com cerca de 80 mil habitantes, ao norte de Santa Bárbara, local que Jackson morava em seu rancho Neverland (Terra do Nunca), onde supostamente teriam sido cometidos os abusos contra o menor. A cidade transformou-se. Helicópteros sobrevoavam a região incessantemente, os moradores montaram cafeterias ambulantes na proximidades do tribunal e alugaram os terraços de seus apartamentos por até mil dólares para que as equipes de TV filmassem a chegada do popstar, já que o juiz vetou a presença de câmeras no tribunal.O cantor saiu de seu carro esporte preto vestido com blazer preto, sapatos brilhantes, grandes óculos escuros e com um guarda-chuva preto protegendo-o do sol e escoltado por seguranças e por seu advogado Mark Geragos. Ao entrar no tribunal passou por um revista com detector de metais. Lá estavam seus pais Joe e Katherine e os irmãos Jermaine e Janet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.