Jackson manda recado a McCartney: "não se meta"

Ex-parceiros em Say, Say, Say e The Girl is Mine, hits dos anos 80, Michael Jackson e Paul McCartney estão agora em pé de guerra. É que o ex-beatle atingiu o orgulho do papai Jackson dizendo que nunca criaria seus filhos "obrigando-os a usar véus e máscaras para esconder-se das pessoas". "Tenho pena desses meninos, tenho pena que sejam criados assim. Jackson me dá pena, é um pessoa muito incomum." A declaração foi feita na semana passada à rádio 5, de Londres, e Jackson decidiu revidar.O pai de Prince Michael I, de 6 anos, Paris, de 4, e Prince Michael II, de apenas 1, acusou duramente o ex-beatle de se intrometer em sua vida. Disse que espera que McCartney não se meta mais onde não for chamado. "Não preciso de seus conselhos. Não tem a menor dúvida de que ele é um intrometido". Acrescentou que teme seqüestros e atentados contra seus filhos e as máscaras "protegem sua identidade".Michael Jackson teve seus dois primeiros filhos com Debbie Rowe. O caçula nasceu de um mãe de aluguel, segundo o cantor revelou em seu vídeo-resposta ao documentário de Martin Bashir, em que apareceu dizendo gostar de dividir a cama com crianças e adolescentes. Foi justamente o caçula que ele exibiu perigosamente da janela de um hotel em Berlim aos fãs que se aglomeravam na calçada. No dia seguinte, desculpou-se pela atitude.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.