Jackson enfrenta novas acusações de pedofilia

O cantor americano Michael Jackson está enfrentando novas alegações de abuso sexual em um processo civil, como informa o jornal australiano The Herald Sun. Um jovem de 20 anos prestou queixa alegando que o pop star o molestou quando criança, o obrigou a realizar uma cirurgia plástica e roubou suas idéias, melodias e letras de músicas, afirmou o advogado do rapaz. As alegações referem-se ao período entre 1987 e 1999. Segundo o jornal, o advogado do jovem, Michael Mattern disse que seu cliente visitou as residências de Michael Jackson e outros lugares desde os 14 anos e foi molestado várias vezes no decorrer desses anos. "Há ainda a alegação de que meu cliente teve idéias para músicas, letras e melodias que foram utilizadas pelo senhor Jackson em seus discos e que lhe renderam muito dinheiro".O advogado afirmou ainda que procedimentos cirúrgicos foram "forçados", segundo Mattern. A queixa afirma que o rapaz sofreu cirurgias cosméticas desnecessárias." Eu tenho fotos de meu cliente com os lábios vermelhos iguais aos que você vê em Michael Jackson e uma grande falha em seu queixo que ele não possuía anteriormente", acusa Mattern.Jackson foi inocentado das acusações de abuso sexual em junho depois de um dos julgamentos com a maior repercussão da história.Mattern disse que seu cliente havia encaminhado um processo escrito à mão e sem a ajuda de um advogado em 25 de julho do ano passado, antes de contratá-lo em outubro.Segundo o jornal, os acusados, que incluem Michael Jackson, sua empresa MJJ Productions e a Sony, foram todos intimados. O caso será ouvido pela Suprema Corte de Orange County em 14 de fevereiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.