Jackson conhece primeiro grupo de potenciais jurados

Michael Jackson ficou frente a frente com potenciais jurados de seu julgamento, hoje, após ser saudado por uma multidão de fãs que gritavam frases de apoio na porta do tribunal de Santa Maria, onde começou hoje o julgamento do astro pop. Jackson, usando um terno branco e protegido do sol por um grande guarda-chuvas, acenou para os fãs enquanto entrava no tribunal.Depois de uma hora de espera, Jackson e seu advogado ficaram de pé e viram o primeiro grupo de potenciais jurados encher a sala de julgamento. O juiz da Corte Superior Rodney Melville disse que os jurados teriam que trabalhar por cerca de seis meses, mas que era um trabalho importante."Muitos de nós temos parentes que lutaram e morreram para proteger este serviço", ele disse. "Liberdade não é gratuita. Trabalhar como jurados é um custo de nossa liberdade". Cerca de 300 potenciais jurados seriam avaliados e preencheriam questionários hoje. Outros 300 devem comparecer ao tribunal amanhã e mais 150 na quarta-feira. Destes 750, 12 serão escolhidos para formar o júri. Esta tarefa deve levar pelo menos um mês.Quando Melville perguntou ao primeiro grupo quantos não queriam sair do caso, pelo menos metade levantou as mãos. Então, ele começou a questionar quem gostaria de ser liberado do trabalho. Fora da corte, antes disso, fãs dançaram e cantaram uma canção de Jackson criticando o promotor que acusa o cantor e vaiaram uma mulher que carregava um cartaz em favor da suposta vítima do cantor, um menino de 15 anos. Muitos dos fãs haviam passado a noite do lado de fora do tribunal.Jackson, de 46 anos, é acusado de abusar um doente de câncer, então com 13 anos e agora com 15, depois de dar-lhe bebidas alcoólicas. Na manhã de ontem, o cantor postou uma declaração em vídeo, com autorização da justiça, em seu site, prevendo que será absolvido.

Agencia Estado,

31 de janeiro de 2005 | 17h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.