Ivan Lins vai disputar o Grammy latino

Jobiniando, o novo álbum de Ivan Lins, foi anunciado hoje entre os cinco concorrentes a melhor disco do ano pela organização do Grammy latino. Seu tributo a Tom Jobim vai dipustar o prêmio contra Sereno, de Miguel Bosé, La Negra Tiene Tumbao, de Celia Cruz, o MTV Unplugged de Alejandro Sanz, e Déjame Entrar, de Carlos Vives.O colombiano Vives, por sinal, lidera a corrida ao prêmio. Ex-ator de televisão, e representante da música tradicional da região norte de seu país, Vives recebeu seis indicações, incluindo álbum, canção e gravação do ano. Este ano, o cantor já venceu um troféu na categoria latina da edição principal do Grammy. Celia Cruz, que já ganhou dois troféus do Grammy latino, aparece atrás de Vives, com quatro indicações.Nas categorias rap ou hip hop, mais dois nomes brasileiros foram lembrados: Camorra, pelo álbum Vírus, e Nocaute, por CD Pirata.A terceira edição do Grammy latino está marcado para 18 de setembro, no mesmo palco do Oscar, o Kodak Theatre, em Hollywood, com transmissão pela CBS. Mais duas categorias foram criadas este ano: melhor álbum cristão, com Padre Marcelo Rossi no páreo, e melhor álbum tropical contemporâneo.Brasileiros - O Grammy latino anunciou também os concorrentes das categorias brasileiras. Os indicados compõem um painel dos mais heterogêneos da música nacional, um grande salada de gêneros e pretensões artísticas, tornando impossível qualquer favoritismo.Na categoria melhor canção brasileira, aparecem Zeca Pagodinho, com o "tema" do pentacampeonato Deixa a Vida Me Levar, Zélia Duncan com Alma, de Arnaldo Antunes e Pepeu Gomes, Celso Fonseca e Ronaldo Bastos com A Voz do Coração, Nana Caymmi com Saudade de Amar e Cássia Eller com Vá Morar com o Diabo.Zeca Pagodinho disputa também a categoria melhor disco de samba ou pagode, contra Martinho da Vila (Da Roça e da Cidade), Cláudio Jorge ( Coisa de Chefe), Riachão (Humanenochum) e Nelson Sargento (Flores em Vida).O prêmio de melhor álbum de MPB fica entre Chico Buarque e Edu Lobo (Cambaio), Dori Caymmi (Influências), Guinga (Cine Baronesa), Ed Morra (Dwitza) e Celso Fonseca e Ronaldo Bastos. A briga pelo Grammy de melhor álbum de rock fica entre Frejat (Amor pra Recomeçar), Arnaldo Antunes (Paradeiro), CPM 22 (CPM 22), Cássia Eller (Acústico MTV) e Los Hermanos (Bloco do Eu Sozinho).Na categoria pop aparecem Zélia Duncan (Sortimento), Lenine (Falange Canibal), Otto (Condomblack), Bossacucanova e Roberto Menescal (Brasilidade) e Ivete Sangalo (Festa).Na lista dos indicados a melhor álbum de música regional, estão Dominguinhos, com Lembrando Você, Heraldo do Monte, com Viola Nordestina, Caju & Castanha, com Andando de Coletivio, As Galvão, com Nóis e a Viola, e Gilberto Gil com São João ao Vivo. Bruno & Marrone, Zezé Di Camargo & Luciano, Marlon e Maicon, Rio Negro & Solimões e Trio Parada Dura brigam na categoria melhor álbum sertanejo.Xuxa, por Xuxa Só para Baixinhos vol.2, aparece na disputa do melhor álbum infantil, e o Quarteto Amazônia concorre com Adiós Nonino - Quarteto Amazônia toca Astor Piazzolla ao prêmio de melhor álbum de música clássica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.