Ivan Lins irá gravar disco com músicos espanhóis

O cantor Ivan Lins, que tem uma longa carreira também no exterior, adiantou que está preparando dois discos novos, um com músicos brasileiros e outro com colegas espanhóis e manifestou o desejo de trabalhar com Juan Luis Guerra e Luis Miguel.O primeiro dos dois álbuns sairá no começo de maio, com a participação de músicos nacionais e segundo o artista será um disco muito carioca e intitulado Ivan.Em entrevista ao jornal Diário Livre, em Santo Domingo, Lins afirmou que o segundo disco contará com participações internacionais, como Pablo Milanés e Chucho Valdez, Alejandro Sanz, New York Voices, Luccio Dalla, Michel Legrand, talvez o jovem francês Benjamin Violet e que ele gostaria de poder contar com a participação de Luis Miguel e Juan Luis Guerra Durante a entrevista, o cantor também disse que a música brasileira enfrenta obstáculos na América Latina por causa do português e porque seus padrões são diferentes. Segundo o compositor, a indústria musical latina está focada comente naquilo que pode ser consumido rapidamente e a música brasileira é muito culta. Contudo, ele apontou que a música brasileira é conhecida na América Latina, ainda que não seja popular, com exceção de artistas que gravaram em espanhol como Roberto Carlos e acrescentou que os sons brasileiros se tornaram mais conhecidos na região devido seu acesso ao mercado americano e canadense.Lins está na República Dominicana para participar, na sexta-feira, do primeiro Festival Musical Europeu Latino-americano de Santo Domingo 2006, no qual também estarão a portuguesa Filipe Pais e os dominicanos Maridalia Hernández, Diómedes, Miriam Cruz e Manuel Tejada. Os temas de Ivan Lins são conhecidos no Brasil em novelas como Mulheres de Areia, Direito de Amar e Malu Mulher e em 2005 ele ganhou o Grammy Latino na categoria Álbum do Ano, pelo disco Cantando Histórias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.