iTunes chega ao Japão com 1 milhão de canções

O presidente da empresa americana Apple, Steve Jobs, anunciou nesta quinta-feira em Tóquio o início da distribuição de música pela internet no Japão com uma oferta de mais de um milhão de canções. O serviço japonês de iTunes Music Store inclui músicas japonesas e ocidentais que serão vendidas a preços entre 150 e 200 ienes (US$ 1,30 e US$ 1,70) cada uma. Um total de 15 empresas japonesas de música fornecerão os conteúdos à Apple, ainda que algumas grandes, como a Sony Music do Japão, estejam ausentes, informou o jornal econômico Nihon Keizai. O sistema da Apple é parecido ao Mora da Sony que permite baixar música para os computadores e transferi-la aos mp3 players como iPod e Network Walkman. Segundo fontes da indústria, a Apple vendeu mais de 500 milhões de músicas no mundo e é a líder com uma oferta de 1,5 milhão de títulos em 19 países, principalmente nos Estados Unidos e na Europa. O mercado japonês de música digital é dominado pelo serviço Chaku-uta Full, da telefônica KDDI, que só permite baixar música para celulares. Está previsto para outubro o lançamento de um serviço da empresa Nifty, que permitirá baixar musicas em computadores e transferi-los a chips de memória que podem ser tocados em telefones celulares compatíveis. O mercado japonês da música digital se intensificará em abril de 2006 com a entrada da americana Napster em sociedade com a empresa de discos Tower Records Japan, que com tarifas fixas por quantidades ilimitadas de música. Segundo analistas locais, embora a música na internet tenda a aumentar os lucros das gravadoras devido ao fim das despesas de fabricação e distribuição dos CDs, a longo prazo pressionará para baixo os preços desses produtos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.