Irmãos Caruso estréiam show bem-humorado e lançam grife

Os irmãos gêmeos e cartunistas Chico e Paulo Caruso estréiam, em São Paulo, o show pra lá de bem-humorado Caruso Canta Caruso - Concerto para um Mundo sem Conserto. "Vamos falar de diversas quedas já ocorridas na história nacional e internacional, a começar com a queda do Muro de Berlim. Aí depois vem a queda do Bill Clinton no Salão Oval, das Torres Gêmeas, de Severino Cavalcanti, Roberto Jefferson, Zé Dirceu", conta Chico. A idéia de compor músicas sobre as controvérsias da política, principalmente a nacional, existe desde 1985. Desde então, assunto foi o que não faltou para aguçar ainda mais a criatividade dos irmãos. "Temos uma grife, a ´DasPizza´, que agora vamos lançar também em São Paulo", diz Chico. Na apresentação que fizeram no Rio, no fim de semana passado como parte do Salão de Humor carioca, foi montado um estande no hall de entrada da Casa de Cultura Laura Alvim para a venda de barracas de praia e bolsas em formato de pizza. O público paulistano poderá conferir os últimos modelos da grife apenas nos figurinos dos músicos. Duas participações especiais já confirmaram presença: Luis Fernando Verissimo e Aroeira vão tocar saxofone para acompanhar a banda Conjunto Nacional, composta por Fernando Barros, Adriano Busko, Nanando, Sergio Magalhães e Voluzi Vidal. Juntos vão tocar canções como 500 Anos de Corrupção, A Balada do Zé Dirceu e o Empréstimo Compulsório, que será mostrada na sua versão instrumental, com um breve comentário dos irmãos sobre a letra que Paulo compôs. Paulo e Chico Caruso. Teatro Studio São Pedro (600 lug.). R. Barra Funda, 171, 3667-0499 Hoje, 19 h. R$ 60 e R$ 30

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.