Internação de George Harrison ainda é mistério

Jornais norte-americanos e ingleses informaram hoje que o ex-Beatle George Harrison realmente recebeu um tratamento experimental contra o câncer em Nova York. Desmentindo o departamento de comunicação do hospital de Staten Island, que ontem afirmou que o músico inglês não estava em um de seus leitos, o diário londrino Daily News escreveu que Harrison foi internado em uma suíte privada. A notícia, porém, não foi confirmada pelo empresário do músico britânico, Jeff Kramer. O hospital de Staten Island se recusou a confirmar a internação de Harrison, mas o The New York Post informou que Ringo Starr visitou seu ex-companheiro de banda na clínica do condado novaiorquino. Conforme o jornal, o músico recebeu alta no domingo e deixou a clínica acompanhado de sua esposa e três guarda-costas.O oncologista que supostamente cuidou do músico, David Lederman, em entrevista à Associated Press, na quarta-feira, não confirmou se Harrison figurava entre seus pacientes, mas defendeu que sua técnica, a qual consiste em combater tumores inoperáveis com altas doses de radiação, tem 90% de eficácia. "Depois de ministradas as doses, as pessoas se levantam e vão a seus trabalhos", disse o médico. Harrison também buscou tratamento na Suíça. Há duas semanas, no entanto, transferiu-se para os Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.